Faça sua Inscrição

Papa pede não perder a capacidade de sentir-se amado porque então “se perde tudo”

Durante a homilia na manhã de hoje na Casa Santa Marta, o Papa Francisco advertiu sobre o perigo de perder a capacidade de sentir-se amado e rechaçar a gratuidade da salvação.

Francisco comentou o Evangelho no qual Jesus conta uma parábola em que um homem convida para um grande jantar, mas alguns dos convidados dizem que não poderão estar presentes.

Estavam presos aos interesses a tal ponto que isso os levava a uma “escravidão do Espírito”, isto é, a ser “incapazes de entender a gratuidade do convite”.

“Se não se entende a gratuidade do convite de Deus, não se entende nada. A iniciativa de Deus é gratuita. Mas para ir a este banquete o que se deve pagar? O bilhete de entrada é estar doente, é ser pobre, é ser pecador… estar necessitado seja no corpo, seja na alma”.

“Mas para a necessidade de cuidado, de cura, ter necessidade de amor”, disse Francisco. A gratuidade de Deus “não tem limites”, porque “recebe todos”, indicou e recordou a parábola do Filho Pródigo.

“Mas ele gastou todo o dinheiro, gastou a herança, com os vícios, com os pecados, e o senhor lhe faz festa?”. “Esse não entende a gratuidade da salvação, ele acha que a salvação é fruto do ‘eu pago e o Senhor me salva’. Pago com isso, com isso, com aquilo… Não, a salvação é gratuita!”.

O Pontífice também disse que “a salvação é um presente de Deus ao qual se responde com outro presente, o presente do meu coração”.

Ele também denunciou aqueles que “trocam” um presente com outro e fazem negócios porque Deus “não pede nada em troca”, somente “amor, fidelidade, como Ele é amor e é fiel”.

“A salvação não se compra, simplesmente se entra no banquete”. “Bem-aventurados os que receberão alimento no Reino de Deus”.

E aqueles que não querem entrar no banquete “se sentem seguros”, “salvos do modo deles, fora do banquete” e “perderam o sentido de gratuidade”. “Perderam algo maior e mais bonito ainda, e isso é muito ruim: eles perderam a capacidade de sentir-se amados”.

“Quando você perde a capacidade de sentir-se amado, não há esperança, você perdeu tudo. Isso nos faz pensar na escrita na porta do inferno de Dante: ‘Deixe a esperança’, você perdeu tudo. Peçamos ao Senhor que nos salve de perder a capacidade de nos sentir amados”.

Evangelho comentado pelo Papa:

Lc 14, 15-24

Naquele tempo, 15um homem que estava à mesa disse a Jesus: “Feliz aquele que come o pão no Reino de Deus!” 16Jesus respondeu: “Um homem deu um grande banquete e convidou muitas pessoas. 17Na hora do banquete, mandou seu empregado dizer aos convidados: ‘Vinde, pois tudo está pronto’.

18Mas todos, um a um, começaram a dar desculpas. O primeiro disse: ‘Comprei um campo, e preciso ir vê-lo. Peço-te que aceites minhas desculpas’. 19Um outro disse: ‘Comprei cinco juntas de bois, e vou experimentá-las. Peço-te que aceites minhas desculpas’. 20Um terceiro disse: ‘Acabo de me casar e, por isso, não posso ir’.

21O empregado voltou e contou tudo ao patrão. Então o dono da casa ficou muito zangado e disse ao empregado: ‘Sai depressa pelas praças e ruas da cidade. Traze para cá os pobres, os aleijados, os cegos e os coxos’.

22O empregado disse: ‘Senhor, o que tu mandaste fazer foi feito, e ainda há lugar’. 23O patrão disse ao empregado: ‘Sai pelas estradas e atalhos, e obriga as pessoas a virem aqui, para que minha casa fique cheia’. 24Pois eu vos digo: nenhum daqueles que foram convidados provará do meu banquete”.

Via ACI

GOSTOU? COMPARTILHE EM SUAS REDES SOCIAIS!

Tags: , , , , ,

Category: papa

Deixe um comentário

Campanha do metro quadrado