Ação de Deus: Quando a gente se RENDE, a gente APRENDE

0
ação

Na Bíblia, descobrir a ação de graças de Deus é ao mesmo tempo encontrar a alegria (Sl 33,1-3.21). Para chegarmos a esse estado de graça, nós precisamos confiar na ação de Deus. Render-se para aprender é literalmente render-se a Ele, entregar o governo da sua vida para que Deus lhe mostre quais são os empecilhos que impedem que a graça aconteça.

Mas como fazer isso?

O primeiro passo é pedir, clamar ao Espírito Santo o reavivamento da virtude da fé em sua vida, assim você terá forças e ânimo para confiar. Crer na palavra divina é optar por duas sabedorias: ter confiança na ação de Deus e renunciar a fiar-se no seu parecer próprio (Pr 3,5). É insensato o homem que se fia no seu parecer próprio (Pr 28,26).

A confiança é condição para a fidelidade. A partir dessa entrega é possível o crente desejar esse porvir, ou mais precisamente esperá-lo!

“Um coração apaixonado por Deus é um coração que confia sem reservas.” Nilton Junior.

Os planos de Deus são sempre melhores que os nossos, tenha essa certeza no seu coração, aconteça o que acontecer!

Nossa visão humana é muito falha e limitada, não somos capazes de enxergar além, não conseguimos ter controle do tempo, e muito menos do que se dará no nosso futuro. Por isso, muitas vezes caímos no caminho, cansamos da caminhada, começamos a murmurar, achar que tudo é difícil, que a ação de Deus não está acontecendo, que é pesado demais, e até achar que seguir os passos de Jesus é loucura.

Quando isso acontecer, pode ligar o sinal de alerta e olhar para sua vida de oração; você verá que está fora da graça de Deus, está parado nas suas próprias vontades, está submerso no seu querer, buscando seus próprios interesses. Nesse momento é hora de se render, voltar o seu olhar para o alto, para as coisas do céu,  reconhecer a sua pequenez diante de um Deus que é Pai criador de todas as coisas, que é grande e é soberano.

Tomemos como exemplo a humanidade de Santa Teresinha do Menino Jesus. Se você não conhece a vida e a história dela, convido você a conhecer um pouco mais sobre essa santa que muito tem a nos ensinar! Para ser santo é preciso ser “humano” antes de tudo, e quanto mais humano, mais divino, e quanto mais divino, mais humano. E tocando na humanidade de santa Teresinha, podemos ver suas experiências de fragilidades física, emocional, psicológica, espiritual, mas também as maravilhas que a graça, que a ação de Deus, pôde realizar na vida dela.

Ela soube usar das suas fraquezas, das suas fragilidades e pequenez, se render à ação de Deus, para elevar a sua relação de intimidade, para amá-lo na sua simplicidade. Como diz o Beato Maria-Eugênio: “a nossa pobreza vivida diante de Deus abre espaço para as operações do amor divino”. Importante conhecermos as lutas dos santos no caminho de santidade e isso nos trará esperança.

Qual a vontade de Deus para minha vida?

A vontade de Deus para a sua vida é a santidade (1Ts 4,3). Essa afirmação precisa estar cravada no mais íntimo do seu coração. Os cristãos devem pô-la em prática. Desde que Jesus realizou a vontade do Pai, nós cristãos também somos chamados a reconhecer e a nos render à ação de Deus em nossas vidas.

Nem sempre é fácil reconhecer a ação de Deus. Para discernir, não basta conhecer a letra da lei (Rm 2,18); é preciso aderir a uma pessoa, e isso só pode se realizar pelo Espírito Santo que Deus dá (Jo 14,26). Ter intimidade com o Espírito Santo significa pôr em prática a vida cristã, em oposição à vida de acordo com as paixões humanas, tirar os empecilhos que atrapalham a ação de Deus em nós!

“Sim, vale mais um dia em teus átrios que milhares a meu modo.” (Sl 84,11).

Deus abençoe!

Ariele Castilho Russo
Postulante da Comunidade Católica Pantokrator

 

 

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.