Como encontrar a caridade perfeita?

0

Diante das situações com a quais nos deparamos no mundo de hoje, não é necessário procurar muito para encontrar pessoas que precisem de ajuda; esse é um fato notável, tanto exteriormente como ainda mais interiormente.

Deus nos criou com o impulso pelo amor autêntico. Somente assim vivendo, podemos nos tronar livres e realizados. E a pergunta que ecoa em nosso coração diante da realidade do mundo é: “Onde posso semear o amor? Onde fazer a diferença?”

Tenho para mim que a disponibilidade de vida, os pequenos gestos de amor e ternura são caminhos seguros que refletem a força da mudança pela qual se clama.

Nem sempre seremos chamados a ações extraordinárias. Talvez o que Deus te convide a fazer hoje seja a amar de forma quase imperceptível; seu maior ato de caridade ao outro pode ser um simples sorriso, um olhar mais demorado ou até mesmo a atenção que se dá no que ele diz.

Cadastre-se grátis e receba todas as novidades do site por e-mail

Fizemos uma experiência com o primeiro amor, e a maneira que Jesus escolhe para nos encher ainda mais com sua Graça dar um pouco do que recebemos ao outro. Acredite que você é capaz, pois nada que Cristo nos dá é somente para nosso bem pessoal. Quando existe um amor verdadeiro, a pessoa é capaz de tocar com profundidade aqueles que o cercam.

Santa Teresinha escreveu em uma de suas cartas: “Como nossa religião é bela! Em vez de estreitar os corações (como crê o mundo), ela os eleva e os torna capazes de amar, de amar com um amor quase infinito.” (CT. 166)

Essa é a beleza de nossa religião, pois a cada dia surge novamente o convite de amor em nossas vidas! Possamos, então, estreitar nossos corações e, como Igreja que é corpo de Cristo (e cada membro possui suma importância), abrir-se à graça de ser luz que ilumina as trevas.

Larissa Ferreira
Postulante na Comunidade Pantokrator 

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.