Como será o seu Natal esse ano?

0
Natal
Natal

Em breve, estaremos entrando no tempo do Advento que começa exatamente quatro domingos antes do Natal. A Igreja ensina-nos que o Advento é tempo de esperança e preparação para um grande acontecimento: o nascimento de Jesus Cristo, nosso Senhor.

O nascimento de Cristo é o cumprimento da promessa de salvação de Deus que é eternamente fiel e nunca abandona-nos apesar de toda nossa limitação e pecados.

O Advento prepara-nos para o Natal que se aproxima tão rapidamente.

Para você que está lendo esse texto, lanço a pergunta: Como será o seu Natal esse ano?

Convido-o(a), nesse exato momento, a fechar seus olhos, colocar a mão no seu coração e colocar-se na presença de Deus para refletir sobre essa pergunta buscando no seu íntimo a resposta. Ouça a resposta e guarde-a na sua memória. Voltaremos a ela no final deste texto.

O final deste ano aproxima-se. E com ele aproxima-se mais um Natal.

Particularmente, não sentirei saudades de 2020. Ano desafiador, complexo e exigente!  Ano onde fomos privados de viver e celebrar de forma presencial a Semana Santa, a Páscoa do Senhor, Corpus Christi, festividades litúrgicas e alguns momentos de intenso convívio familiar e comunitário. Ano onde medos e incertezas assolaram nossa mente e coração. Ano onde a humanidade tem experimentado vários tipos de perdas. Não sei se você tivestes perdas e se tivestes, tampouco sei, quais foram:

Se perdestes uma pessoa querida.

Se perdestes a saúde física e/ou emocional com alguma enfermidade.

Se perdestes o teu emprego, teu meio de sustento.

Se perdestes um amor ou tivestes uma desilusão.

Se perdestes a tua fé, esperança e alegria.

Independentemente das perdas que tivestes, não podes perder também o Natal deste ano!

No “Sermão de Natal”, escrito por São Leão Magno, lemos: “O Natal do Senhor não se apresenta a nós como lembrança do passado, mas o vemos no presente”. Todo Natal festejamos a perene, constante e atualizada história de amor e salvação. História de amor de Deus por seus filhos débeis. História de salvação que não tem fim, é eterna! História de um amor redentor que teve uma data de início, mas NUNCA terá uma data de fim.

Em cada Natal fazemos memória do nascimento de Cristo e celebramos a festa da nossa salvação ofertada por Ele.

Cristo que é O presente de Natal, dado pelo Pai à humanidade, presenteia-nos com Sua vida e salvação! Recebemos do Pai Bondoso e Misericordioso Seu Primogênito muito amado como presente de Natal. O mesmo acontecerá novamente em breve!

Natal remete-nos ao sagrado, à renovação e alegria. Lembra-nos de que é tempo de montar a árvore de Natal e o Presépio, planejar e distribuir os itens da ceia de Natal, fazer a lista de presentes/lembrancinhas, planejar o amigo secreto e assim vai. Que delícia! Tudo isso é tão bom e lícito desde que não ofusque o verdadeiro sentido do Natal: o nascimento de Jesus Cristo!

Deixar que o Natal toque nosso ser é permitir que o mistério e a pedagogia de Deus nos envolva. Quem consegue ficar imune ao nascimento de uma criança? Quem não se sente tocado com a graciosidade e pureza de um recém-nascido? Quem não se emociona ao segurar uma criança, uma vida nova nos braços? Quem não se encanta ao contemplar a perfeição da criação de Deus ilustrada no rostinho, nas mãozinhas e pezinhos de uma criança recém-nascida? Quem não gosta de sentir o cheirinho peculiar de um bebê? Como não se alegrar ao contemplar uma criança recém- nascida?

Impossível resistir à ternura do Natal. Impossível não ser tocado pelo amor de Deus no Natal. Impossível não perceber a fagulha de alegria acender na alma. Não resista! Mergulhe na essência do Natal. Permita que o menino Jesus toque suas tristezas e feridas desarmando as barreiras que têm te impedido de sentir o amor de Deus.

Ainda no “Sermão do Natal” de São Leão Magno temos: “Caríssimos: Nasceu hoje o nosso Salvador; alegremo-nos. Porque não é permitido haver tristeza, quando nasce a vida.”

O ano de 2020 pode ter sido um ano na história da humanidade marcado por sofrimentos, restrições, privações, tristezas e mortes. Entretanto, o Natal de Jesus em 2020 será marcado pela celebração da VIDA, da ALEGRIA, da RENOVAÇÃO e da GRATIDÃO! Vamos mergulhar na Vida Nova ofertada por Cristo que especialmente esse ano presentear-nos-á com a renovação da nossa esperança, dos nossos sonhos, da nossa fé, da nossa gratidão, nossa perseverança, fortaleza e paz! Você crê nisso? Se sim, diga Amém.

Permita-se nesse ano de forma renovada mergulhar no mistério do nascimento do menino Jesus. Convido-o(a) novamente a fechar seus olhos e visualizar o menino Jesus dormindo na manjedoura.

Contemple-O.

Adore-O.

Tão pequeno e inocente dorme tranquilamente numa singela manjedoura.

Ofereça agora seu coração como manjedoura para o menino recém-nascido descansar!

Permita que o Senhor do Universo repouse profundamente no aconchego e calor do seu coração.

Permita que Ele toque e cure seu coração com Sua pureza e delicadeza.

Ele que não encontrou lugar em nenhuma estalagem deseja fazer nesse Natal do teu coração um templo onde possa reinar com toda Majestade e Senhorio.

Deixe que o menino Deus te conquiste com sua pequenez e “fragilidade”.

Tire os entulhos acumulados no seu coração ao longo desse ano abrindo espaço para acolher o menino Cristo.

Proclame com tua boca: “Menino Jesus, meu Senhor e meu Deus. Nesse Natal, faça do meu coração o Teu refúgio, o Teu local de conforto e descanso. Que o louvor do meu coração embale seu sono. Permita que a sede mais profunda da minha alma seja o Seu alimento durante Teu cochilo restaurador. Toque meu coração com Sua presença, Sua glória e Sua pureza. Meu coração é Seu lar. Amém.

Finalizando, recorda-te da resposta que destes no início deste texto à pergunta: Como será o seu Natal esse ano? Reflita por um momento sobre sua resposta e veja se deseja mudar algo nela.

Deus quer convidar-nos a fazermos uma experiência milagrosa de amor nesse Natal.

No Natal de 1886, Santa Teresinha do Menino Jesus recebeu a graça da cura! Recebeu um milagre que mudou sua vida. O “Milagre de Natal” como chamou Teresinha marcou sua vida de tal maneira que possibilitou o início de sua caminhada de salvação e santidade. Ela nunca mais foi a mesma depois do Natal de 1886. Dois anos depois, juntou-se a uma ordem carmelita iniciando sua vocação religiosa. Deus inundou sua alma dando-lhe força e coragem para fazer o que era a verdadeira vontade de Deus para a vida dela. Que magnífico presente de Natal Teresinha recebeu de Deus!

Da mesma forma, Deus tem reservado para cada um de nós um “Milagre de Natal”.

Clame o auxílio do Espírito Santo para ajudá-lo(a) a pedir o seu “Milagre de Natal”, o seu presente de Natal. Assim como Santa Teresinha foi curada e surpreendida no Natal de 1886, o Menino Jesus também te surpreenderá nesse ano.

Creia nisso com convicção e fé!

Como será o meu Natal esse ano? Ah, será milagroso!

Santa Teresinha do Menino Jesus, rogai por nós.

Sagrada Família, roguem por nós.

Amém.

Marcia Maria Tognetti Correa
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.