Crer não é encontrar fáceis soluções consoladoras

0
Crer

Crer é acreditar primeiramente em Deus, mas também acreditar em você e nas pessoas, apostando que cada um tem dado o melhor de si em suas relações.

Crer é acreditar que por mais que você se depare com alguns obstáculos pelo caminho, no final dará tudo certo, pois quando você se deixa ser guiado Deus, Ele te estenderá a mão quando você se deparar com alguma dificuldade.

Crer é confiar!

É impossível crer sem confiar. Aliás, como consta nos dicionários, confiar é um dos sinônimos da palavra crer.

Diante disso, pare um pouco para pensar e perceba que, quando você confia por exemplo, que algo que tem planejado dará certo, a expectativa que você traz diante daquilo no qual você acredita é tão grande, que você não quer perder nada, nenhum detalhe diante da situação na qual você acredita.

É como um jovem que estudou durante anos para passar num vestibular de medicina de uma boa universidade e, mesmo com dificuldades, permaneceu o tempo todo confiante de que um dia chegaria lá, até que viu o seu sonho sendo realizado; ou como uma bela mulher que tinha em seu coração o sonho de constituir uma família e, assim, tomou todo cuidado para não se envolver com pessoas erradas e, depois de muitos anos, começou a namorar, noivou e logo se casou.

Em ambos os casos, tanto o jovem estudante de medicina como a bela mulher traziam sonhos dentro de si e em nenhum momento desviaram o olhar dos seus objetivos; ao contrário, fizeram tudo que podiam da melhor forma, prepararam-se até que seus sonhos fossem finalmente realizados.

Com isso, percebe-se que eles foram responsáveis por aquilo que queriam alcançar.

Da mesma forma, você precisa ficar atento diante do que acontece em sua vida, seja pessoal ou profissional. É preciso enfrentar as situações que você tem vivido de olhos abertos, e ainda, mais do que isso: você precisa assumir a cada dia a responsabilidade pessoal diante dos fatos.

Crer é tomar a sua vida em suas mãos!

Crer também é saber tomar sua vida em suas mãos enquanto depende de Deus.

Quando você se decide por depender de Deus, de Seus cuidados e da Providência d’Ele em sua vida, você é capaz de tomar a sua vida em suas mãos, pois quando você se vê como dependente d’Ele, você O reconhece como Senhor e reconhece também o poder que Ele tem sobre sua vida! Ou seja, tomar a sua vida em suas mãos, não significa ter poder sobre sua própria vida, mas sim reconhecer que o controle da sua vida está nas mãos de Deus!

Crer é ainda ter a consciência de que nem sempre as coisas podem acontecer da maneira como você espera, pois a sua vontade pode não ser a vontade de Deus para a sua vida. Mas, se de alguma forma você se chatear, lembre-se o quão corajoso foi São José, ao assumir Maria por sua esposa e acolher Jesus como seu filho. Sobre isso, o papa Francisco nos diz: “Assim, longe de nós pensar que crer signifique encontrar fáceis soluções consoladoras. Antes, pelo contrário, a fé que Cristo nos ensinou é a que vemos em São José, que não procura atalhos, mas enfrenta de olhos abertos aquilo que lhe acontece, assumindo pessoalmente a responsabilidade por isso” (Carta Apostólica Patris Corde, 4).

Que, ao olhar para o exemplo desse grande santo, justamente neste ano em que o papa Francisco convocou como o ano de São José, por ocasião do aniversário de 150 anos como nosso padroeiro universal, você possa contar com sua intercessão nesse caminho de abandono e dependência nos braços de Deus Pai!

Deise Castro
Discípula da Comunidade Católica Pantokrator

 

 

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.