Deus já te decepcionou?

0
decepcionou

Ei, você! Está decepcionado com Deus por causa de alguma coisa? Guarda no coração rancor e por isso não quer se aproximar novamente da Igreja? Da comunidade? Do grupo de oração? Por um acaso Deus te decepcionou e você não quer assumir por ser algo um tanto quanto pesado de externar?
Eu te entendo. É muito difícil aceitar certos desencontros nesta vida. Quem ficaria bem depois de perder um ente querido, um bom emprego, um relacionamento de longa data, uma amizade de grande valor? Quem ficaria feliz de trabalhar para pagar dívidas, de ficar um ano trancado dentro de casa com pessoas desagradáveis ou ficar simplesmente só, sem ninguém? Quem consegue sorrir estando doente ou tendo que cuidar de alguém que ama com uma doença terminal?

Se Deus é bom, por que o mal acontece comigo?

Caro(a) leitor(a), nenhum ser humano seria capaz de responder estas perguntas, elas são humanamente terríveis e rejeitadas pela nossa própria natureza, embora existam pessoas que tentam ressignificar as tragédias, mudar seu mindset e tralalá, tudo isso não passa de analgésicos que amanhã não farão mais efeito e você irá procurar outro para disfarçar a dor que existe no seu coração.
Portanto, eu sugiro que encare a ferida que ainda sangra! Olhe para ela! Fique sem o efeito dos analgésicos (Instagram, Facebook, YouTube, bebidas alcoólicas, maratonas de séries e tudo mais que você tem usado para esquecer da sua vida) e sinta a dor da sua ferida, veja que ainda tem sujeira, que ainda precisa de curativo.
Entenda que existe um plano espiritual, que a Verdade não se limita nos nossos sentidos. Existe uma alma imortal dentro de você, veja que existe algo que suplica pelo infinito, que ultrapassa todas as realidades daqui desta terra. Agora eu te convido a ler atentamente os versículos abaixo, deixe estas palavras penetrarem seus pensamentos, sua inteligência, seu coração:

Em verdade, ele tomou sobre si nossas enfermidades, e carregou os nossos sofrimentos;
Ele foi castigado por nossos crimes, e esmagado por nossas iniquidades;
O castigo que nos salva pesou sobre ele;
Fomos curados graças às suas chagas.
Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, seguíamos cada qual nosso caminho; o Senhor fazia recair sobre ele o castigo das faltas de todos nós.
Foi maltratado e resignou-se;
Não abriu a boca, como um cordeiro que se conduz ao matadouro, e uma ovelha muda nas mãos do tosquiador.
Por um iníquo julgamento foi arrebatado. Quem pensou em defender sua causa, quando foi suprimido da terra dos vivos, morto pelo pecado de meu povo?
Foi-lhe dada sepultura ao lado de facínoras e ao morrer achava-se entre malfeitores, se bem que não haja cometido injustiça alguma e em sua boca nunca tenha havido mentira”
(Isaías 53, 4a.5-9)

Não sei se você já parou para pensar, mas esta profecia do profeta Isaías foi escrita a mais de 700 anos antes de Jesus nascer, veja como é impressionante a riqueza de detalhes, veja como essas palavras possuem um poder que está além das nossas capacidades humanas.
Amigos(as), nós andávamos desgarrados como ovelhas sem pastor, seguíamos cada qual nossos caminhos até que Cristo veio e mudou a nossa história. Você não é mais uma ovelha desgarrada, veja que fostes comprado por um alto preço. Chega de ficar rastejando por migalhas! Sim, eu ouso dizer em meio a este mundo materialista, critiquem se quiser, tudo o que se vê e se toca neste mundo é migalha! Tudo fica pequeno e pífio diante do Cristo que se dá por nós. Deixe-O suprir as suas ânsias, deixe-O curar suas feridas, se você não leu direito os versículos, leia novamente, deixe o crucificado tocar nas suas dores.
Desculpe me estender no texto, mas é importante entendermos que, sem se alimentar diariamente da Palavra de Deus, sem se alimentar ao menos semanalmente da eucaristia e sem receber o sacramento da reconciliação quando necessário, não será possível viver sem analgésicos, pois no mundo real vemos claramente que estamos aqui de passagem e que viver sem Cristo não tem sentido nenhum.
Todas as vezes que nos sentirmos injustiçados, decepcionados, que nos lembremos da profecia do profeta Isaías e permitamos que a Palavra nos liberte das mentiras e da dúvida. Deus é bom!

Lucas Sturion
Consagrado da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.