Deus não te abandona nunca!

0
abandona
Sem Titulo 1 4

Quando lemos as Sagradas Escrituras, percebemos que a presença de Deus na vida de Seu povo é constante. Mesmo naqueles momentos em que o povo se voltou contra Deus, abandonando Sua vontade, Seus caminhos, Ele permaneceu fiel. A história nos revela que Deus nunca abandona os seus.

“Na história do povo de Deus existem momentos belos, que trazem alegria, e momentos ruins, de dor, martírio e pecado. Mas seja tanto nos ruins como nos bons, uma coisa não muda: o Senhor está lá e jamais abandona o Seu povo” (Papa Francisco, homilia da missa na Casa Santa Marta, 24/09/2013).

Lembremo-nos da passagem que lemos em Isaías 49,14-16, na qual Deus nos afirma: “Sião dizia: O Senhor abandonou-me, o Senhor esqueceu-me. Pode uma mulher esquecer-se daquele que amamenta? Não ter ternura pelo fruto de suas entranhas? E mesmo que ela o esquecesse, eu não te esqueceria nunca. Eis que estás gravada na palma de minhas mãos, tenho sempre sob os olhos tuas muralhas.”

Na vida de fé que temos, é essencial nos recordarmos dessa promessa de Deus: “Eu não te esqueceria nunca”, principalmente nos momentos em que somos surpreendidos por situações difíceis, que se contrapõe à nossa fé.

É preciso acreditarmos que a fidelidade de Deus é incondicional, não depende do quanto somos ou deixamos de ser fiéis. Obviamente, quanto mais fiéis formos, mais seremos capazes, pela ação do Espírito Santo em nós, de percebermos a manifestação da fidelidade de Deus em nossas vidas. Contudo, “se formos infiéis… ele continua fiel, e não pode desdizer-se” (II Timóteo 2,13). Quando somos infiéis, Ele não nos abandona, pois nos prometeu fidelidade.

É impressionante vermos a fidelidade de Deus na história de Seu povo. Melhor ainda é saber que cada um de nós faz parte desse povo que nunca é abandonado.

Saiba que a história do povo de Deus é a tua história. Se Deus nunca abandonou Seu povo, Ele jamais fará isso contigo.

Isso significa dizer que a tua história, como nos ensinou o Papa Francisco, é essa marcada por momentos “que trazem alegria, e momentos ruins, de dor, martírio e pecado. Mas seja nos ruins como nos bons, uma coisa não muda”: o Senhor está presente em tua vida e permanecerá fiel para sempre.

Deus é fiel e não me abandona

Em nossas orações, diante da dor, nas alegrias, é sempre bom fazermos um ato de fé, repetindo sempre: “Deus cuida de mim. Ele não me abandona, pois Ele é fiel”. Este ato, por mais simples que seja, gera em nós a confiança e a certeza de que nunca estamos sós, ainda que as evidências contrárias pareçam muito certas.

Quando uma criança cai e se machuca, por exemplo, sua tendência imediata é olhar ao redor, na busca de seus pais, para neles encontrar conforto. Ao ser acolhida nos braços do pai ou da mãe, muitas vezes aos prantos, a criança se sente tão protegida e amada, que a dor parece perder sua força. Na verdade, a dor permanece, pelo menos por alguns instantes, mas o amor recebido é tão real e mais forte, que a dor enfraquece até não mais existir.

Deus nos convida a corrermos em Sua direção, para em Seus braços recebermos todo amor e afeto que Ele tem para conosco. Se nos encontramos sem forças para irmos até Ele, chamemos, gritemos, se necessário for, e Ele virá até nós. O que não devemos fazer é nos fixarmos no machucado, na dor, pararmos no sofrimento, justamente porque existe um amor que não nos abandona e que supera infinitamente qualquer coisa que nos possa acontecer.

Se hoje te encontras machucado por quaisquer situações que sejam, Deus te convida a olhar para Ele com o coração confiante em Sua presença e cuidado!

Lembre-se: Deus não te abandona nunca!

Edvandro Pinto 
Discípulo da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.