Faça uma limpeza na casa do seu coração

0
limpeza

Se você soubesse que amanhã alguém muito importante fosse lhe visitar, qual seria uma das suas maiores preocupações? Penso que seria arrumar a casa, organizar, fazer uma limpeza e até mesmo jogar coisas velhas fora.

Por mais organizada que uma pessoa seja, quando sabe que receberá uma visita, apressa-se em arrumar a casa, afinal é agradável que a visita sinta-se bem. A organização mostra que você se preparou para recebê-la e isso revela que você a quer bem. Minha mãe, por exemplo, sempre gostou de deixar a casa organizada, mas sempre que alguém vai à sua casa, ainda que seja apenas para dormir, ela limpa toda a casa e prepara algo de comer para agradar a visita.

“Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele comigo.”

Em Apocalipse 3,20 o Senhor diz: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele comigo.”

O Senhor bate à porta do seu coração! Perante essa verdade, pergunto: como está a casa do seu coração? Como está organizado seu interior? Você tem coragem de abrir para que Ele entre? O que Ele encontrará quando entrar em sua casa interior?

Todos nós temos muitas coisas guardadas em nosso interior e constantemente precisamos ter a coragem de olhar em nossas gavetas e avaliar o que é bom e o que precisa ser jogado fora. Existem coisas que há anos eram boas e que hoje não fazem mais sentido serem guardadas, porque estão velhas, mofadas, sem utilidade.

Assim como para você deve ser desagradável chegar à casa de alguém e encontrar coisas
desorganizadas, mofadas, cheirando mal, muito mais o é para o Senhor quando abrimos nossos corações e Ele encontra um amontoado de coisas velhas. Pode ser que você já tenha feito uma faxina em seu coração e jogado tudo o que era velho fora, mas talvez ainda não tenha colocado as coisas em seus devidos lugares e haja uma desordem em seu
interior.

Faxinar e jogar coisas fora exigem tempo, coragem e disposição. É claro que devemos ponderar que isso não seja fácil porque temos a tendência de acumular. Com o passar do tempo, quando vemos, são sacos e sacos de lixo que precisam ser retirados.

Quando me mudei para a Comunidade, lembro que joguei tanta coisa fora, queimei muitos
documentos antigos que já não tinham mais utilidade, pois na minha tendência de acumular, eu sempre pensava: “mas e se eu precisar disso em algum momento?”

Ao olhar para a casa do seu coração, você pode chegar à conclusão de que existem desordens em seu temperamento, emoções, sexualidade, relacionamentos. Por mais difícil que possa ser se deparar com essas realidades, essas constatações são muito positivas, porque ao identificá-las, você encontrará ótimas oportunidades de crescimento, de cura, de se abrir à ação de Deus, pois toda desordem que há em nós não condiz com os frutos do Espírito Santo: amor, alegria, paz, longanimidade (paciência), benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e autodomínio – Gálatas
5,22-23.

Algo muito importante neste processo de organização e “limpeza interior” é a constante necessidade que temos do sacramento da confissão. Através desse sacramento somos limpos, purificados pelo próprio Cristo que nos perdoa na pessoa do sacerdote a quem confessamos.

O papa emérito Bento XVI nos ensina que “nós limpamos as nossas casas, os nossos quartos, pelo menos uma vez por semana, embora a sujeira seja sempre a mesma, para vivermos na limpeza, para começarmos de novo” e que “podemos dizer algo semelhante quanto à nossa alma”.

Sendo assim, decida-se por não mais acumular sujeiras e coisas velhas, e sim, por estar sempre com sua casa interior limpa e organizada para receber o Senhor que constantemente bate à sua porta e deseja entrar para permanecer com você.

Iniciemos já nossa limpeza! Coragem!

Edvandro Pinto
Discípulo da Comunidade Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.