Não abandoneis a obra de vossas mãos

0
obra

“O Senhor completará o que em meu auxílio começou. Senhor, eterna é a vossa bondade: não abandoneis a obra de vossas mãos.” (Salmo 137). Quantas vezes somos interpelados a agradecer e reconhecer a obra de Deus em nossas vidas? Mas, qual é a obra de Deus?

O termo “obra” pode nos remeter a uma construção ou a um ato, uma ação realizada visando um objetivo. Quando pensamos nas obras realizadas por Deus, podemos nos voltar para a Criação, nos recordarmos da libertação de Seu povo ou louvar por Sua obra de amor, ao nos mandar Seu filho único para nossa Salvação.

Mas, além dessas grandiosíssimas obras que o Senhor realizou, existe uma obra especial. A Sua grande obra!

“Todos nós somos obra das tuas mãos (Isaias 64,8)

Na Palavra de Deus, Ele nos compara ao barro moldado nas mãos do oleiro. Imagino um artista antes de começar uma obra. Ele pode partir de uma inspiração, e assim planejar e pensar no que vai realizar. Através de seu trabalho, vai executando aquilo que estava em seu coração, e com todo empenho e esforço faz o que melhor pode, colocando parte de quem ele é naquela que é a obra de suas mãos. Ao final, com a obra concluída, deve contemplá-la com alegria e satisfação pelo que fez.

Penso que assim Deus realizou conosco, fomos sonhados e planejados por Ele. Não com uma forma pronta, ou uma criação em massa. Mas pensados e moldados como uma obra única, exclusiva. Ele nos sonhou e no seio da Santíssima Trindade nos criou, por Suas próprias mãos nos moldou e conduziu ao ventre de nossas mães. Assim como um artista, colocou em nós o Seu próprio coração. E ao ver completa Sua obra, nos amou, com toda Sua potência e perfeição.

“Eu vos louvarei de todo coração, Senhor” (Salmo 137)

Diante dessa verdade, de que somos obra das mãos de Deus, de que Ele nos sonhou e nos ama desde sempre e para todo o sempre, somente nos resta o reconhecimento, amando-O e permanecendo Nele.

Nós somos obra de Deus, e Suas obras são constantes em nossas vidas. A partir da nossa concepção, Deus não se cansa de operar algo em nós, de forma assídua e incondicional. Mesmo na adversidade ou diante das nossas misérias, Deus ainda assim é operante e fiel à Sua palavra.

Pode ser que às vezes já não podemos sentir ou ver de forma clara que Deus está operando em nossa vida. Mas é aí o momento mais importante da nossa relação com Deus. É onde devemos nos colocar em movimento por nossa própria decisão. É hora de fazer memória de que somos a obra prima de Deus. É o tempo de reconhecermos, por atos de fé, que somos filhos amados, que Seu amor e fidelidade nunca nos abandonam, que Sua Palavra é verdade e vida.

Sendo assim, neste momento, que você possa se voltar para o Pai, independentemente de como você está. Olhe para Deus, lembre-se de que Ele te amou primeiro e te elegeu para estar aqui. Busque estar em um movimento de louvor e gratidão. Mesmo que falte a vontade, com sua razão saiba-se amado e clame para que o Senhor não deixe Sua obra inacabada, que Ele faça em você tudo aquilo que Ele sonhou e confie na obra de Deus em sua vida.

Vanessa Cícera Ramos
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.