Os menores atos feitos com amor são os que encantam o coração

0
menores atos

Os menores atos, por serem simples, muitas vezes passam despercebidos. Porém, não significa que eles não sejam reconhecidos pelas pessoas, apenas são realizados no escondimento e dessa maneira não são descobertos de imediato. Quando percebemos esses singelos atos feitos com amor, o nosso coração se alegra de tal forma que em alguns momentos chega até a superar a alegria que sentimos diante de um ato grandioso.

Se por um lado o coração daquele que recebe os menores atos se alegra, por outro, o coração daquele que é capaz de se dar e de se sacrificar através deles, alegra-se ainda mais por se reconhecer dom e perceber a sua capacidade de amar.

Neste momento, convido você a fazer memória das vezes em que você foi surpreendido com os menores atos que alguém realizou a você e o quanto por meio deles a sua vida foi transformada ou profundamente tocada.

Sugiro também fazer memória de quando você foi capaz de realizar alguma pequena ação em sacrifício, por amor e o quanto esse simples gesto ajudou outra pessoa de algum modo.

A quem eu amo?

Talvez você esteja se perguntando: a quem se pode amar através de pequenos feitos?  E aqui eu preciso lhe dizer que quando se decide pelos pequenos sacrifícios, quando se escolhe fazer algo que parece ser tão simples e que às vezes é de fato, quando se opta por ir além do que é seu dever ou obrigação, como pegar um alfinete no chão conforme nos ensina Santa Teresinha do Menino Jesus, você está amando a Cristo.

Em um primeiro momento, você se sacrifica por alguém e pode acontecer de ser até alguém que nem se conheça; a partir do momento em que se se dispõe com a causa do outro, você se vê, ali, capaz de amar e amá-las com suas dificuldades, defeitos, porque são pessoas que precisam de ajuda e que têm enfrentado muitos problemas em sua vida pessoal e que você pode ajudá-las com pequenos gestos, atitudes, de modo a amar o Cristo escondido nelas.

E ao percebe ser possível cooperar com Jesus mediante pequenos sacrifícios para salvar almas (para Deus), cresce em seu coração o desejo de ajudar aqueles que precisam ser resgatados por Ele.

Ainda, aquele que ama Jesus vai além do que se poderia imaginar, realizando os menores atos, os sacrifícios de amor, mesmo diante de situações que normalmente não se faria: lavar louça quando não se gosta, abrir mão do doce preferido para dar ao outro (que também gosta) para deixá-lo feliz, arrumar a cama ao se levantar, comer algo que não se gosta tanto, tomar alguma bebida sem açúcar, entre outras tantas coisas corriqueiras do nosso dia a dia.

Muitas almas precisam de ajuda e apoio para não cair no abismo e você, que se sabe como filha (o) amada (o) de Deus, deve ser apoio para que essas almas não se percam, para isso, basta que você olhe ao seu redor e faça alguma coisa.

Que o Espírito Santo te ilumine e o instrua de como ir ao encontro das pessoas que Deus lhe confia, sendo socorro na vida delas através dos menores atos.

Deise Castro
Discípula da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.