Posso tirar algo bom da solidão?

0
solidão

Como podemos viver bem, mesmo na solidão? É uma pergunta que muitos não sabem a resposta. Realmente não é fácil viver a solidão. São momentos difíceis que somos muitas vezes obrigados a viver e não encontramos qualquer sentido nisso.

Ninguém quer viver sozinho. Na verdade, não fomos criados para vivermos assim. Mas há momentos em nossas vidas que isso pode acontecer, e só existe uma maneira de viver a solidão sem sofrimento e angústia: é vivê-la em Deus e com Deus.

“Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo” – São Mateus 28, 20

Essa é a promessa de Jesus para cada um de nós: Ele estará conosco até o fim dos tempos – sempre ao nosso lado, cuidando de nós, nos fortalecendo e sustentando. Se conseguirmos viver, segundo essa Palavra, todas as coisas em nossas vidas se transformarão.

Talvez hoje você esteja vivendo essa solidão: sem amigos, sem pessoas ao seu redor, sem uma palavra amiga, sem um ombro para chorar. No entanto, venho trazer até você a melhor notícia de todos os tempos!

Mesmo na solidão, você não está sozinho! Permita a si mesmo(a), viver nesse momento, algo especial em sua vida. Deixe-se ser amado(a) e cuidado por Aquele que é o Todo Poderoso!

Posso testemunhar sobre isso. Vivi um momento muito difícil em minha vida na solidão. Não via sentido em nada do que eu fazia, vivia por viver. Sem alegria, sem esperança. Parecia que Deus tinha se esquecido de mim…  que os sofrimentos estavam tomando conta de mim, de uma tal forma, que me sentia sempre sufocada, sem ar. Mesmo se eu estivesse ao lado de muitas pessoas, o sentimento que eu tinha era de vazio total e absoluto.

Essa solidão fazia me sentir sempre abandonada, não amada, sem futuro e sem amor. Clamei a Deus Sua Graça, sua Força. Nesses momentos de solidão, eu me colocava diante Dele, suplicava, chorava, clamava. Tive até vontade de morrer. Achava que não iria suportar tamanha dor em minha vida. Mas, continuei a clamar, a orar, a pedir que Deus me visitasse, que me tirasse aquela dor. Quantas vezes chorei prostrada ao chão. E a cada momento vivido assim, Deus foi me resgatando e me sustentando.

Aos poucos, com a Graça do Espírito Santo em minha vida, percebi o quanto Deus estava agindo em mim através dessas situações difíceis. O quanto Ele estava presente em cada lágrima escorrida dos meus olhos. O quanto Ele estava direcionando e transformando minhas lágrimas em graças e cura em minha vida. Percebi que estava sendo cuidada, amada e que não estava só. Foi quando, então, entendi que em nenhum momento estive sozinha. Deus sempre esteve comigo e foi me levantando cuidadosamente até que eu ficasse em pé.

Posso dizer hoje, claramente, que a solidão em que eu vivi e que permiti que Deus agisse em mim, transformou-me de maneira concreta e real. Vivo hoje uma alegria verdadeira de ter Jesus como meu Senhor e amigo fiel.  Saber que nos momentos em que eu viver novamente uma solidão Deus ainda estará comigo e que Ele pode tudo transformar sustentar e fortalecer.

Santa Teresinha do Menino Jesus foi uma criança muito interessante e também passou por momentos de solidão. Vejam o que ela diz:

    “Eu era tão tímida … eu não tinha nenhuma amiga especial com quem eu pudesse ter passado muitas horas como outras alunas. Por isso, trabalhava em silêncio até o final da lição e, como ninguém me notava, ia à tribuna da capela até que papai viesse me buscar. Aqui, durante essa visita silenciosa, encontrava meu único consolo – pois Jesus não era meu único amigo? Somente a Ele eu poderia abrir meu coração; toda conversa com criaturas, mesmo sobre assuntos sagrados, me cansava.

É verdade que, nesses períodos de solidão, às vezes me sentia triste e costumava me consolar repetindo a frase de um belo poema que papai me ensinara: “O tempo é a tua barca, e não a tua morada”.

Essas palavras restauraram minha coragem e, mesmo agora, apesar de ter superado muitas impressões piedosas de infância, o símbolo de um navio sempre me encanta e me ajuda a suportar o exílio desta vida.”

Isso nos faz lembrar de que nunca estaremos sozinhos. Em todas as situações Jesus é o nosso melhor amigo. Ele é capaz de estar ao nosso lado e ser um amigo fiel sempre que precisarmos. Deixe-se ser amado por Ele e entregue em Suas mãos a sua vida, suas dificuldades e sua solidão.

Vivendo assim, iremos colocar em prática essa certeza de que Deus é o único capaz de preencher os nossos corações e nos tirar dessa solidão sem sentido. Ele preenche todas as lacunas vazias, o Pai nos ama de maneira incondicional e verdadeira. Podemos confiar inteiramente Nele e deixar que os momentos de solidão sejam perfeitos encontros de amor e esperança.

Faço um convite para que você encontre esse mesmo sentido nos momentos de solidão. Faça desses momentos profundos encontros com Jesus. Momentos íntimos de amor verdadeiro, de poder, de confiança e abandono. Deixe-se abandonar em Suas mãos para que Deus penetre docemente em suas feridas, em suas marcas e mágoas. O Senhor é capaz de curar e trazer imensa e incomparável paz à sua vida… Seu coração será profundamente tocado e mudado com a Graça desse Amor Poderoso!

Faça uso contínuo da Palavra de Deus em sua vida. Deixe que ela penetre com poder em seu coração e traga a libertação que você tanto espera e procura. A própria Santa Teresinha dizia:

 “Não sou um guerreiro que combateu com armas terrestres, mas com a espada do Espírito que é a palavra de Deus.”

A palavra de Deus tem poder de transformação, de cura e libertação. Não deixe que a falta da Palavra invada a sua vida e lhe impeça de acolher a graça de Deus. Busque-a constantemente. Permita-lhe a ação do toque de Deus.

Outra citação de Santa Teresinha:

 “Só tenho de olhar o santo Evangelho, logo respiro os perfumes da vida de Jesus e sei para que lado correr.”

Respire meu irmão, minha irmã, e sinta esse perfume doce e agradável e permita a ação do Espírito Santo de Deus em sua vida. Seja feliz em cada momento de solidão que Deus permitirá acontecer com você. Agarre-se com todas as forças em Suas Mãos e viva intensamente a dependência do Amor de Deus.

Que Deus nos abençoe!

Leila Engels
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

 

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.