Quanto mais me escondo, menos experimento a força de Deus

0
força de Deus

Desgaste físico, emocional, espiritual, psicológico… eu não sei que tipo de sentimento desses você tem experimentado atualmente, mas o mundo no geral tem estado doente. Enquanto muitos lutam sozinhos e andam em círculos, poucos conhecem o grande tesouro: a força de Deus, que é capaz de nos ajudar a superar tudo. A partir do momento em que são pouquíssimas pessoas que conhecem essa riqueza, se você é uma delas e não usufrui dela, então você tem desperdiçado grandes graças. Só ouvir falar não é suficiente. Toda potência que existe no amor de Deus por nós só pode ser experimentada caso tenhamos o coração aberto para o Senhor, pois Ele não invade nosso íntimo sem a nossa autorização.

O Senhor conhece o seu coração, seus sentimentos, desejos, segredos, frustrações, expectativas… Todas as suas maiores dificuldades e maiores alegrias estão debaixo da sua Onisciência. Todavia, sem o nosso movimento de colocar tudo para fora diante Dele, Sua força não adentra na sua vida. O primeiro passo sempre foi Dele. Ele te vê, te enxerga e te estende a mão. Cabe a ti mesmo estender a sua de volta e encontrá-lo.

“Quando sou fraco, então sou forte” 2Cor 12, 10

A carta de São Paulo é uma grande bússola para todos nós que buscamos uma vida cristã, pois ele mesmo viveu muitas adversidades durante sua missão como evangelizador. Quando caía, ao invés de se esconder, Paulo entendeu que nossas forças próprias nunca nos levam sozinhas a uma vitória, mas que existe alguém que está disposto a ser forte por nós.  Enquanto o inimigo nos tenta a nos sentirmos indignos de receber a força que vem de Deus, São Paulo nos apresenta a misericórdia.

É importante se assumir fraco. Apenas quando reconhecemos o nosso nada, tiramos os óculos que nos cegam para quem é o Tudo. Somente a força de Deus é capaz de me fazer vitorioso, mas para isso, não posso ter medo de expor as minhas fraquezas.

Coragem a se expor

Quem se escondeu de Deus quando se viu em uma situação de vulnerabilidade foram Adão e Eva (cf. Gen 3, 8). Não foi somente por errarem que o Senhor os expulsou do paraíso, mas foi por não confiarem na sua infinita bondade. Quando ficamos com vergonha e nos escondemos de Deus, perdemos a oportunidade de experimentar sua força, seu amor e seu poder.

O passo de coragem que precisa ser dado é arriscar-se a ser pequeno, se abandonar e confiar neste Amor. É renunciar ao seu orgulho, desenganchando-se das próprias forças para se ancorar em algo infinitamente maior. O orgulho nos impede de conhecer as maravilhas do Senhor e nos torna inacessíveis a Ele, pois, enquanto todo nosso espaço é preenchido por nós mesmos, não há lugar para Deus.

Para se expor e experimentar a força de Deus, é preciso recorrer à oração de intimidade e aos sacramentos da confissão e da eucaristia. Os Sacramentos são justamente a maneira de que Cristo continua agindo no mundo de forma real e concreta, como o vimos fazer nos relatos do Evangelho. Ele vai ao nosso encontro, assim como foi ao encontro da prostituta, da samaritana, do paralítico e de tantos outros, para que, com seu amor, nos dê acesso à força de Deus necessária para mudar nossas vidas.

 

Giovana Cardoso
Postulante da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.