Quem é o maior no Reino dos Céus?

1

Edgard Gonçalves
Consagrado na Comunidade Pantokrator

“Neste momento os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram-lhe: Quem é o maior no Reino dos Céus? Jesus chamou uma criancinha, colocou-a no meio deles e disse: Em verdade vos declaro: se não vos transformardes e vos tornardes como criancinhas, não entrareis no Reino dos céus”.
Mateus 18, 1-3

Este trecho do Evangelho mostra a curiosidade a respeito do Reino por parte dos discípulos de Jesus. Isto revela que eles concebiam Jesus como conhecedor deste Reino. Não fica evidente se eles tinham certeza de que Jesus é o Rei, porém, a pergunta que fazem pode trazer a tona o desejo de saber se Ele era o Rei. Num Reino, o maior é o Rei!

quem-e-maior-reino-ceu

Pode ainda esta pergunta trazer o desejo de saber quem é o maior, quem é o mais honrado, o que tem mais poder e privilégios. E parece ser esta a intenção dos discípulos, visto a resposta que Jesus lhes dá, revelando a Verdade do Reino e a necessidade da conversão, da mudança de pensamento, de tornar-se pequeno.

É clara a oposição entre o pensamento dos discípulos e a “lógica do Reino”. No Reino dos Céus o maior é o menor.

Isso nos revela duas coisas: a primeira é que temos uma mentalidade deformada pelo pecado e tendenciosa a grandeza. A nossa própria natureza humana tende a crescer. Nascemos pequenos e ao crescermos conquistamos sempre mais. A segunda é que há uma necessidade de mudarmos este modo de pensar, nossa mentalidade, “se quisermos entrar no Reino dos Céus” (cf. Mt 18, 3).

Ter a consciência que temos uma mentalidade oposta ao pensamento do Reino é o primeiro passo para mudarmos essa mentalidade. Nos afeiçoarmos às coisas pequenas, simples, às “coisas de criança”, querer tomar gosto por estas coisas, são atitudes que revelam nosso desejo de entrar no Reino de Deus!

Jesus nos chama a esta mudança de pensamento, de atitude, de olhar.

Querer desde já conquistar o Reino dos Céus não é querer ser perfeito, mas querer ser pequeno; ser santo, não pelas próprias forças, mas confiante na graça Daquele que é, Daquele que nos ensina que precisamos nos tornar crianças!

Não seria contraditório Jesus nos pedir para ser crianças e exigir de nós a perfeição?

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.