Vocação não é um acidente na sua vida

0
vocação

Você já refletiu sobre a sua vocação? O que essa palavra significa para você? O que dá sentido e rumo à sua vida? Vocação não é apenas um acidente na sua vida.

Chamado de Deus

A palavra vocação tem sua origem, sua etimologia, no termo latino vocatio, que significa chamado. O termo correspondente no grego é kalein, kaleu, que significa chamar, convidar.

Toda vocação é um chamado de Deus. No ato de nossa criação, Deus concebeu também uma vocação para cada um de nós e plantou essa semente em nossa essência, no que há de mais profundo em nosso interior. Portanto, a nossa vocação não é meramente um plano, uma ideia ou um desejo que brota em nossas mentes ou em nossos corações. Ela tem sua origem na mente e no coração de Deus, a nós, basta responder a ela.

Alguns têm a impressão de que simplesmente “tropeçaram” em suas vocações, mas a verdade é que ela já estava nos planos de Deus muito antes de termos a consciência de quem somos e a que somos chamados. “Natanael pergunta-lhe: “Donde me conheces?” Res­pondeu Jesus: “Antes que Filipe te chamasse, eu te vi quando estavas debaixo da figueira” (Jo 1, 48). Não encontramos o Senhor e a nossa vocação por mera coincidência ou por um acaso do destino, mas tudo foi preparado e sonhado por Deus.

Ouvir a Deus

 Desejosos de descobrir suas vocações, muitos a buscam ansiosa e incansavelmente em todos os lugares imagináveis. É saudável que haja uma inquietação dentro de nós que nos impulsiona e nos move ao nosso chamado. É Deus mesmo que coloca em nós esse anseio. No entanto, para que possamos discernir a nossa vocação, é preciso aquietar todas essas vozes e permitir que a Voz de Deus ecoe no mais íntimo de nós. É na nossa essência que Deus revela o nosso chamado, é aí que Ele nos fala. Estejamos atentos para ouvi-lO.

A intimidade com Deus, cultivada através da vida de oração, gera em nós sensibilidade e aguça a nossa audição espiritual. Para ouvir a voz de Deus, é preciso estar em comunhão com Ele e somente somos capazes disso pela oração. Gradativamente, o Senhor fala conosco e nos dirige à nossa vocação. Tudo tem o seu tempo certo, o momento da revelação e também da nossa maturidade para acolher a nossa vocação.

 Descobrir a sua vocação e responder a ela

Há inúmeras vocações: o matrimônio, a maternidade, a paternidade, o celibato, o sacerdócio, a vida religiosa… Existem também as vocações profissionais que se revelam por meio de aptidões e tendências naturais para o exercício de determinada profissão. Todas elas são dons de Deus e, muitas vezes, uma não exclui a outra. Eu, por exemplo, sou leiga consagrada na vida de aliança na Comunidade Católica Pantokrator, professora de idiomas e tradutora. Solteira, com inclinação à vocação ao matrimônio. Ainda há muito o que ser revelado por Deus, a vocação é o caminho rumo ao Céu.

Toda vocação é um chamado de Deus, mas Ele não nos obriga a vivê-la. O Senhor sempre respeita a nossa liberdade. Se a vivência de nossa vocação for a nossa decisão, devemos responder a ela com o coração muito livre.

A beleza da descoberta e da vivência de uma vocação é fascinante! Embora exigente, vivê-la intensamente nos traz Paz na alma e verdadeira Alegria e Realização! Encontramos aí o Sentido de nossa existência!

A sua vocação não é um acidente, mas é um chamado divino. É uma eleição do Amor de Deus e a real razão da sua existência: “não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos escolhi e vos constituí para que vades e produzais fruto, e o vosso fruto permaneça.” (Jo 15,16a).

Conte com a Graça de Deus e tenha coragem! Abrace sua vocação e embarque nessa grande aventura rumo à sua realização pessoal e ao Céu!

Que o Bom Deus abençoe a todos nós

Adriane Luz
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.