Relíquias de Dom Bosco farão peregrinação em Uganda

0

As relíquias de Dom Bosco passaram o fim de ano em Uganda, informou recentemente a Agência Info Salesiana (ANS). A urna contendo os restos mortais do santo italiano chegou no país africano no último dia 31 de dezembro, após concluir seu trajeto na Visitadoria salesiana “África Etiopia-Eritrea”. Ela foi recepcionada no aeroporto Entebbe em Kampala, capital de Uganda, para logo iniciar oficialmente a sua peregrinação pela Visitadoria salesiana “São Carlos Lwanga” da África Grandes Lagos.

Inicialmente, as relíquias receberam grande acolhida do superior da Visitadoria, Padre Gabriel Ngendakuriyo; de membros da Família Salesiana que trabalham nos povoados de Kamuli e Bombo; e de jovens, que demonstraram bastante emoção ante a presença da urna de Dom Bosco em seu país.

Após a acolhida, com acompanhamento de uma caravana de veículos da polícia de Uganda, a urna foi trasladada pelo povoado de Bombo, onde foi recepcionada com uma grande procissão até a paróquia de Bombo-Namaliga. No local, toda a comunidade paroquial, famílias, jovens e membros salesianos acompanharam a urna até o ano novo com a celebração da Santa Missa que presidiu o pároco local.

No primeiro dia de 2012 a relíquia foi motivo de veneração de uma grande número de fiéis em uma solene celebração eucarística presidida pelo bispo da Diocese de Kasana-Luweero, Dom Paul Ssemogerere, que na ocasião, segundo informou a ANS, deu especial ênfase durante sua homilia à profunda devoção que São João Bosco tinha pela Virgem Maria.

No dia 2 de janeiro, a urna seguiu para o povoado de Kamuli, onde foi homenageada com uma especial celebração. Nesta cidade, a urna foi recepcionada por centenas de fiéis que, apesar das altas temperaturas, que superavam os 40 graus, lotaram as ruas para ver passar as relíquias de Dom Bosco.

Kamuli ainda acolheu outras celebrações em homenagem ao santo, como uma vigília oração e o batismo de 33 crianças.

A presença da urna foi ocasião para que os salesianos que fazem parte das comunidades presentes em Uganda renovassem, junto a seu santo fundador, a profissão religiosa. (BD)

Com informações da ANS.

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.