Honduras: Drama de menores que tentam emigrar para os EUA

0

Um número indefinido de menores hondurenhos tenta emigrar para os Estados Unidos, passando pela Guatemala e México.

“Esta situação não foi avaliada na perspectiva justa e, em Honduras, na fronteira com a Guatemala, sobretudo em El Corinto, as cenas são dilacerantes”, relata o jornal católico Fides de Honduras numa matéria sobre esse tema, enviada à Agência Fides.

“Os números do Instituto de Migração do México mostram que de janeiro a agosto deste ano, 2.424 menores desacompanhados chegaram a essa nação e foram restituídos aos seus países de origem, com um aumento de 51% em relação ao mesmo período de 2011.

Das crianças repatriadas, este ano, 1.012 eram da Guatemala, 875 de Honduras e 496 de El Salvador. Os menores chegam ao México com a esperança de alcançar os Estados Unidos para fugirem de gangues ou violência em seus países de origem. Eles vêm da Guatemala, Honduras e El Salvador que até agora são os países com o maior número de crianças emigrantes, em 2012.

O jornal Fides aprofundou essa situação dramática, publicando testemunhos de pais que vão até a fronteira para pegar seu filho que retorna, de agentes pastorais que descrevem situações inimagináveis, de voluntários do Instituto Hondurenho para a Infância e a Família (IHNFA) que trabalham nesse âmbito junto com a Pastoral da Mobilidade Humana da Igreja Católica, em Honduras.

O diretor nacional de Casa Aliança, organização de defesa dos direitos das crianças e adolescentes, José Manuel Capellín, disse que pelo menos 10% dos emigrantes que tentam alcançar o sonho americano são menores hondurenhos. Segundo o diretor, quatro a cada dez menores são repatriados todos os dias do México, e muitos são vítimas do tráfico de pessoas.

Rádio Vaticano

 

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.