CNBB analisa atividades da Igreja em 2014

0

A Presidência da CNBB concedeu entrevista coletiva à imprensa, nesta quarta-feira, 27, e apresentou os resultados das reflexões realizadas na reunião do Conselho Episcopal Pastoral (Consep), ocorrida na sede da Conferência, em Brasília.

O arcebispo de Aparecida (SP) e Presidente da CNBB, Cardeal Raymundo Damasceno Assis, trouxe um panorama das principais atividades desenvolvidas pela Igreja no Brasil em 2013 e que foram avaliadas pelo Consep, que reúne, além da Presidência da Conferência, os presidentes das Comissões Episcopais.

CNBB-atividades-2014Durante a coletiva, o arcebispo de São Luís (MA) e vice-presidente da Conferência, Dom José Belisário, leu a nota da CNBB divulgada pelo Consep sobre os Povos Indígenas e Agricultores. No texto, os bispos alertam que “o momento é crítico e exige urgente e efetiva ação por parte do governo brasileiro em defesa da vida, da justiça e da paz entre indígenas e agricultores no país”.

O Cardeal Damasceno afirmou que o Conselho Episcopal Pastoral se une “à angústia dos povos indígenas e agricultores diante da inércia do governo federal e dos respectivos governos estaduais em solucionar verdadeira e definitivamente os crescentes conflitos fundiários”.

Pronunciamentos

Outro assunto tratado pelos bispos foi a primeira Exortação Apostólica do Papa Francisco, Evangelii gaudium – Alegria do Evangelho, apresentada pelo Vaticano, na terça-feira, 26. Sobre a exortação, Dom Damasceno destacou que o Papa quer exercer um governo de maneira colegial e em comunhão com os cardeais, bispos, padres, religiosos e com todos aqueles que servem à Igreja.

Campanha da Fraternidade

Na oportunidade, o Secretário-geral, Dom Leonardo Steiner, adiantou que a CNBB já está refletindo sobre como irá atuar durante os grandes eventos esportivos no Brasil como a Copa do Mundo e as Olimpíadas. Entre as preocupações estão o tráfico de pessoas e a exploração sexual, temas que serão abordados pela Campanha da Fraternidade 2014.

De acordo com dom Leonardo, a Conferência dos Bispos irá publicar, em fevereiro do próximo ano, um texto de reflexão sobre o tráfico humano. “Essa é uma preocupação de toda a Igreja para que o esporte seja vivido na sua essência. Queremos colaborar sugerindo algumas medidas pastorais para que as pessoas não sejam utilizadas sexualmente ou economicamente”, explicou.

Concluindo, o Presidente da CNBB, Dom Damasceno, disse que os bispos desejam contribuir na elaboração de medidas para evitar o tráfico de pessoas, como a venda e comercialização de órgãos e prostituição. “É uma chaga terrível em nossa sociedade”, enfatizou o cardeal.

Fonte: Rádio Vaticano 

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.