Menino pede presente “especial” por Comunhão

0

Rubén tem 9 anos e vive em um povoado de Valência (Espanha), é uma das milhares de crianças que, todos os anos, recebem a Primeira Comunhão em todo o mundo, mas ele tinha claro que, por esse grande dia, queria apenas um presente.

Por isso, distribuiu através do Whatsapp entre os convidados uma carta escrita a mão na qual explicava que estava “muito feliz” por compartilhar com todos eles seu “grande encontro com Jesus”.

“Graças a Deus, tenho todo o necessário. Então, pensei que, se quiser me dar algum presente por este dia, pode dar muito mais frutos fazendo uma doação anônima para um projeto de ‘Manos Unidas’ (Mãos Unidas), com o qual estou colaborando”, indicava o pequeno.

Explicava também que o projeto consiste na “compra e instalação de placas solares em uma casa de acolhida para meninas da Índia”.

Por isso, graças à generosidade deste menino, esta ONG recebeu 7.075 euros.

Menino pede presente “especial” por Comunhão

Segundo explica o jornal ‘El País’, embora a decisão de doar seus presentes de Primeira Comunhão tenha sido de Rubén, a ideia foi de sua mãe Amparo García, a qual explicou ao jornal que as crianças recebem tantos brinquedos que chega a um ponto em que deixam de valorizá-los.

Mas, ressalta que a decisão foi motivada porque, como católica, entende que a Primeira Comunhão é um “encontro com Jesus” e receber presentes distrai do significado da cerimônia.

Apenas três pessoas insistiram em dar-lhe outro tipo de presente. Mas, os demais convidados concordaram em fazer uma doação a esta ONG da Igreja católica, como Rubén havia pedido.

O projeto com o qual Rubén colaborou com sua generosidade está na cidade de Guawhati (Índia), perto das fronteiras com Butão e Bangladesh.

Nesta ONG, religiosas salesianas acolhem meninas que vivem na rua e que foram vítimas de abusos e exploração.

Com o dinheiro que Rubén doou, será possível instalar placas solares para a manutenção térmica do centro.

Via ACI Digital

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.