Novas Comunidades: Encontro motiva jovens a fortalecer missão na Igreja

0

Líderes jovens das novas comunidades estiveram reunidos neste fim de semana, 1 a 3 de junho, em Recife (PE) para procurar fortalecer o ardor missionário da juventude da Igreja no Brasil. O 1º Encontro Nacional de Lideranças Jovens das Novas Comunidades foi promovido pela Comissão Episcopal para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e trouxe como tema “chamados à unidade, enviados para a missão”.

As reflexões do Encontro giraram em torno da iluminação bíblica de um trecho do Evangelho de João (Jo 17,23): “Para que sejam perfeitos na unidade, e para que o mundo reconheça que Tu me enviaste”. A partir desta passagem bíblica, o evento também quis favorecer a experiência pessoal com Jesus Cristo, despertando o chamado vocacional de forma ousada e criativa.

Para o assessor nacional da juventude da CNBB, padre Carlos Sávio Costa, há muitos jovens engajados em tudo aquilo que a Igreja propõe, mas ainda há muito a ser feito. “Isso acontece aos poucos, é um trabalho missionário e paulatino que os jovens que já tiveram o encontro pessoal com Jesus Cristo certamente já procuram exercer esse seu protagonismo, essa sua missionareidade”.

Sobre a recepção da Igreja às novas comunidades, padre Sávio lembrou que o Papa João Paulo II, hoje beato, já falava sobre a dinamicidade e entusiasmo dos jovens que pertencem a essa nova expressão que foi surgindo na Igreja no Brasil. Ele disse que admira o trabalho das novas comunidades no campo da atuação social, evangelização e espiritualidade e acredita que isso vem despertando outros jovens que ainda precisam ser evangelizados.

Principalmente tendo em vista a Jornada Mundial da Juventude, que será realizada no Rio de Janeiro em 2013, padre Sávio disse que essa é a hora dos jovens mostrarem sua força. Ele contou que vem por aí um projeto audacioso de evangelização da juventude, para o qual ele quer convocar todos os jovens.

“Nós temos que fazer gestos comuns para mostrar para o Brasil e para o mundo que o jovem que fez um encontro pessoal com Jesus Cristo não é um jovem qualquer, mas sim um jovem que tem coragem, que é ousado e precisa exercer a sua missionareidade dentro da Igreja e buscar tantos outros jovens que ainda não tiveram essa experiência com Jesus”, disse.

Desafios

A jovem Magda Ishikawa, da Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), acredita que um dos grandes desafios é mobilizar a juventude no mundo atual. Ela explicou que, conforme o documento ‘Evangelização para a Juventude’, da CNBB, a sociedade passa por uma mudança de época, em que o jovem não tem mais como base a família e a credibilidade da Igreja acabou se esvaindo.

“Um dos pontos encontrados de maior desafio da juventude é esse jovem que não tem uma base de fé, que não recebeu essa fé na sua juventude em casa, na família e, em contrapartida, não é inserido no ambiente religioso”.

Ela destacou ainda que existem sim muitos jovens inseridos nas novas comunidades, nos grupos de jovens, mas não com tanta expressão quanto antigamente. “O maior desafio é levar o Evangelho de forma nova e de dar razão para essa fé para esses jovens”.

Testemunho

O jovem Adriano Gonçalves, que é missionário e apresenta o programa Revolução Jesus, na TV Canção Nova, contou que estar em uma nova comunidade é poder viver a sua fé de maneira atual, com fidelidade à Igreja e entrega total a Deus na modernidade. Ele disse que, quando teve seu encontro com Jesus, sentiu a necessidade de doar toda a sua vida dentro de uma nova comunidade.

“Um carisma nas novas comunidades é essa resposta à necessidade da Igreja. Eu, sendo jovem de uma nova comunidade como a Canção Nova, tenho a graça de poder, com o carisma da comunicação, ser uma resposta para a Igreja e até mesmo para outros jovens, no trabalho que eu faço, no meu ministério”.

E o motivo de tanta alegria, de tanta inspiração para seguir nesse trabalho de evangelização é bem claro pra ele: o Espírito Santo, que faz nova todas as coisas. “Essa novidade que vai circulando toda a minha vida vai me inspirando a, cada vez mais, estar motivado, a querer o que Deus quer, descobrindo novos caminhos, novos jeitos de evangelizar”, enfatizou.

Mesmo com jovens que atenderam ao chamado da evangelização, ainda há aqueles que têm receio de assumir uma vocação religiosa. Magda explicou que a vida consagrada parte de um encontro pessoal com Jesus e então ela deixou uma mensagem para os jovens que já passaram por esse encontro. “Não tenham medo, como disse João Paulo II, de entregar para a evangelização o melhor que vocês têm que é a juventude. O chamado vocacional permanece, ele existe e está hoje de uma forma nova nessa primavera das novas comunidades”.

CN Notícias

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.