Bento XVI enviou um donativo de 100 mil dólares para as vítimas do sismo no Japão

0

Cidade do Vaticano, 14 Mar (Ecclesia) – Bento XVI enviou um donativo de 100 mil dólares (71 mil euros) para ajudar as vítimas do sismo que atingiu o Japão nesta sexta-feira, anunciou hoje um responsável do Vaticano.

Anthony Figueiredo, do Conselho Pontifício «Cor Unum», disse ainda à Rádio Vaticano que a Santa Sé está a “trabalhar de perto” com os bispos do Japão, a confederação internacional da Caritas e outras organizações.

Este domingo, o Papa tinha enviado uma mensagem de solidariedade para as vítimas do sismo e do tsnunami, referindo que o mundo ficou “impressionado” com as imagens de destruição.

“Queridos irmãos e irmãs, as imagens do trágico terramoto e do consequente tsunami no Japão deixaram-nos a todos fortemente impressionados”, referiu o Papa, no Vaticano, após a recitação da oração do Angelus.

Perante peregrinos de todo o mundo, Bento XVI quis manifestar a sua “proximidade espiritual às queridas populações desse país, que com dignidade e coragem enfrentam as consequências de tais calamidades”.

“Rezo pelas vítimas e seus familiares, e por todos aqueles que sofrem por causa desses terríveis eventos”, assinalou.

“Encorajo todos aqueles que com prontidão, estão a trabalhar para levar ajuda. Permaneçamos unidos na oração”, prosseguiu o Papa.

Em Portugal, o secretário da Conferência Episcopal, padre Manuel Morujão, apelou hoje a uma onda de solidariedade para com as vítimas da catástrofe.

“Neste momento todos somos japoneses, todos sentimos o abalo do grande sismo do Japão, Deus vai estar presente nesta situação e vai querer utilizar os nossos corações pela oração, pela dádiva, pela partilha”, disse à RR.

Ainda a respeito do violento sismo, a Caritas Portuguesa solidarizou-se com as vítimas, assegurando que “não deixará de dar o seu apoio,” caso seja solicitado pela Caritas Internacional.

No Japão, a organização católica para a solidariedade lançou uma campanha de recolha de fundos.

“Recebemos muitas mensagens de todos os continentes, cheias de palavras de compaixão e de oração. Estamos muito gratos por essa solidariedade”, assinala o bispo Bishop Isao Kikuchi, presidente da Caritas japonesa.

As autoridades nipónicas falam em 1600 mortos, mas continuam ainda por localizar mais de 10 mil pessoas.

Agência Ecclesia

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.