Prefeito de cidade na Itália proíbe população de morrer

0

Um decreto municipal italiano impõe uma situação bem esquisita. O prefeito de uma pequena cidade do país proibiu, através de uma lei feita no início deste mês, que os moradores do local morram.  

O prefeito da cidade Falciano del Malssico, localizada na região sul da Itália, instituiu que todos os que vivem na cidade estão proibidos de “ultrapassar as fronteiras da vida na Terra”. O motivo é que não há cemitério na cidade.

Pelo decreto, o prefeito ordenou que “até a instalação de um novo cemitério, fica proibido ultrapassar as fronteiras da vida na Terra”.

A situação fica ainda mais agravante porque o cemitério do município vizinho, onde eram enterrados os mortos de Falciano, está lotado.

Como em toda legislação, há aqueles que desobedecem. Desde o começo do mês, duas das quatro mil pessoas que moram na região já morreram.

Pelo menos, no decreto não há nenhum tipo de punição. O novo cemitério ainda não tem previsão de ficar pronto.

The Christian Post 

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.