Sete morrem e 30 ficam feridos em manifestação denominada – Dia da Ira – no Iraque

0

A manifestação hoje (25) denominada “Dia da Ira”, no Iraque, já provocou cinco mortos e dez feridos, em Mossul, no Norte do país. Em Hawija, outra cidade iraquiana, duas pessoas também foram mortas e 20 se feriram nas manifestações. No total, já são 11 mortos em protestos no país desde o início da onda de manifestações no Iraque há mais de uma semana.

Em Mossul, manifestantes e policiais entraram em confronto durante a concentração. No momento que os militares tentavam dispersar o grupo houve violência. Em Bagdá, capital iraquiana, e em outras cidades também houve protestos. Os manifestantes reivindicam o fim da corrupção e mais oportunidades de emprego.

Segundo relatos, as mortes foram provocadas por balas atiradas ao ar, mas que acabaram atingindo os manifestantes, que estavam concentrados na área próxima à sede do governo local de Mossul – a 350 quilômetros de Bagdá.

Na cidade de Hawija, a 60 quilômetros da capital iraquiana, pelo menos dois manifestantes também foram mortos e 20 pessoas ficaram feridas, incluindo sete policiais, em confrontos entre manifestantes e militares.

Anteontem (23), o primeiro-ministro iraquiano, Nuri Al Maliki, fez um apelo aos iraquianos e pediu que eles não participassem da manifestação organizada por várias associações, por intermédio do Facebook, para protestar contra a incapacidade do governo. O primeiro ministro acusou os organizadores de serem apoiadores de Saddam Hussein e de “terroristas”.

Agência Lusa

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.