Papa aos jovens: ouçam a voz de Deus, construam um mundo melhor

0

“Eu quis que vós estivésseis no centro da atenção, porque vos trago no coração”. Com esta afirmação, referida ao tema da próxima Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, que terá o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, o Papa Francisco faz uma premente exortação às novas gerações em vistas ao Sínodo que acontecerá em outubro de 2018.

papa e os jovens

Em uma carta escrita pelo Santo Padre aos jovens, por ocasião da apresentação do Documento Preparatório do Sínodo, incentiva-os a não ter medo de se colocar a caminho em direção àquilo que Deus lhes pede.

Na sua carta, o Pontífice faz referência às palavras que Deus dirigiu a Abraão: “Sai da tua terra, deixa a tua família e a casa do teu pai, e vai para a terra que Eu te mostrar”. Francisco explica que essas palavras são dedicadas hoje aos jovens: “são palavras de um Pai que vos convida a ‘sair’ a fim de vos lançardes em direção de um futuro desconhecido, mas portador de realizações seguras, ao encontro do qual Ele mesmo vos acompanha”.

Neste sentido, o Papa convida os jovens “a ouvir a voz de Deus que ressoa nos vossos corações através do sopro do Espírito Santo”.

Explica que quando Deus diz a Abraão para sair, não lhe pedia “para fugir dos seus, nem do mundo. O seu foi um convite forte, uma provocação, a fim de que deixasse tudo e partisse para uma nova terra”.

Francisco exorta os jovens a que questionem: “Qual é para nós hoje esta nova terra, a não ser uma sociedade mais justa e fraterna, à qual vós aspirais profundamente e que desejais construir até às periferias do mundo?”.

“Mas hoje, infelizmente, o ‘Sai!’ adquire inclusive um significado diferente. O da prevaricação, da injustiça e da guerra. Muitos de vós, jovens, estão submetidos à chantagem da violência e são forçados a fugir da sua terra natal. O seu clamor sobe até Deus, como aquele de Israel, escravo da opressão do Faraó”, assinala.

Nesta carta, o Santo Padre recorda as palavras de Jesus quando respondia às pessoas que o perguntavam onde vivia: “Vinde e vede!”.

Diz o Papa: “Jesus dirige o seu olhar também a vós, convidando-vos a caminhar com Ele. Caríssimos jovens, encontrastes este olhar? Ouvistes esta voz? Sentistes este impulso a pôr-vos a caminho? Estou convicto de que, não obstante a confusão e o atordoamento deem a impressão de reinar no mundo, este apelo continua a ressoar no vosso espírito para o abrir à alegria completa”.

Entretanto, o Bispo de Roma recorda que é necessário “acompanhamento de guias especializados” para “empreender um itinerário de discernimento para descobrir o projeto de Deus na vossa vida”.

“Mesmo quando o vosso caminho estiver marcado pela precariedade e pela queda, Deus rico de misericórdia estende a sua mão para vos erguer”.

O Papa conclui sua carta incentivando os jovens a não ter medo “de ouvir o Espírito que vos sugere escolhas audazes”, porque “um mundo melhor constrói-se também graças a vós, ao vosso desejo de mudança e à vossa generosidade. “Não hesiteis quando a consciência vos pedir que arrisqueis para seguir o Mestre”.

Finalmente assegura que “também a Igreja deseja colocar-se à escuta da vossa voz, da vossa sensibilidade, da vossa fé; até das vossas dúvidas e das vossas críticas. Fazei ouvir o vosso grito, deixai-o ressoar nas comunidades e fazei-o chegar aos pastores”.

Via ACI

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.