Papa: “O verdadeiro cristão dá testemunho da Ressurreição”

0

Os cristãos são chamados a testemunhar: foi o que disse o Papa Francisco antes de rezar a oração do Regina Coeli no III Domingo de Páscoa, às dezenas de milhares de fiéis presentes na Praça São Pedro.

papa-francisco-angelus-domingo

O Papa lembrou que na liturgia do dia, a palavra “testemunha” aparece duas vezes. A primeira, pela boca de Pedro, com a cura do paralítico na porta do templo de Jerusalém: “mataram o Príncipe da vida, mas Deus o ressuscitou dentre os mortos; disso nós somos testemunhas” (Atos 3, 15); e a segunda, quando Jesus ressuscitou diante dos discípulos: “Disso vocês são testemunhas” (Lc 24, 48).

Jesus, a primeira testemunha

Francisco explicou que Jesus se apresentou assim “para que a sua ressurreição chegasse a todos, mediante o seu testemunho”.

“Todo batizado é chamado a testemunhar, com palavras e vida, que Jesus ressuscitou, que está vivo e presente em meio de nós; todos nós devemos dar testemunho de que Ele ressuscitou”, acrescentou.

O modo cristão de viver 

Continuando sua reflexão, Francisco explicou que “ver, recordar e contar são três verbos que descrevem a identidade e a missão da testemunha”, que “é ainda mais crível quando seu modo de vida é evangélico, alegre e valente, quando não se deixa levar pela comodidade e a vaidade, quando não fica “surdo e cego” quando interpelada sobre a ressurreição.

“O conteúdo do testemunho cristão não é uma teoria, nem uma ideologia ou um complicado sistema de preceitos e proibições, mas uma mensagem de salvação, um evento concreto, isto é: é uma Pessoa: é Cristo ressuscitado, vivo e único Salvador de todos”.

Radio Vaticano

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.