5 filmes seculares com um olhar cristão

0
filmes

O secularismo está presente em todas as esferas do nosso cotidiano. É cada vez mais difícil encontrar valores e a moral é cada vez menos enaltecida. Com essa realidade, é difícil à vivência da santidade comum e é ainda mais raro encontrar princípios cristãos nas banalidades, principalmente no lazer e no entretenimento. Para ajudar, fizemos uma lista com cinco filmes seculares nos quais é possível resgatar uma interpretação cristã. Confira:

Um lugar silencioso (2018):

Sinopse: O filme apresenta um cenário em que a Terra foi dominada por seres desconhecidos, causando todo o caos e destruição. Não se sabe sua origem e muito menos os seus objetivos. A única coisa que os homens sobreviventes sabem sobre as criaturas é que elas são completamente cegas e detentoras de uma audição muito aguçada, o que significa que a humanidade deve viver em profundo silêncio para sobreviver. Somos apresentados à família Abbot, que faz de tudo para se manter unida e viver diante da obscuridade instaurada.

O filme, que tem John Krasinski como diretor e protagonista, aparenta ser apenas mais uma obra hollywoodiana de terror e suspense, mas surpreende por fazer uma analogia com o ataque à vida cristã imposta hoje em tantos âmbitos; é uma metáfora com os monstros que temos que enfrentar. Os Abbot são a representação da vida monástica, a união da família como instituição que se ajuda e que se salva para o caminho da santificação, a valorização da vida, o sacrifício, o perdão e, principalmente, a simplicidade e o silêncio como formas de sobreviver a todo o caos. A obra oferece uma verdadeira lição sobre o valor da vida de oração e sobre a confiança no Pai.

Um filme muito emocionante, com uma grande produção e atuações brilhantes que irão te tocar e atentar para a importância do silêncio em um mundo no qual somos constantemente atacados.

Ficha técnica: John Krasinski, Emily Blunt, Millicent Simmonds e Noah Jupe. (EUA, Paramount Pictures).

Horton e o Mundo dos Quem (2008):

Sinopse: Horton é um elefante que, um dia, ouve um pedido de socorro vindo de uma partícula de poeira que flutua no ar. Surpreso, ele passa a desconfiar que possa existir vida dentro daquela partícula. Trata-se dos Quem, seres que ignoram a existência de vida fora da cidade em que vivem, a Quemlândia. Mesmo com todos à sua volta acreditando que perdeu o juízo, Horton decide ajudar os moradores de Quemlândia. (Fonte: Adorocinema)

O filme é um ensinamento sobre a fé, persistência e valor à vida. Horton tem fé de que mesmo em uma diminuta partícula há vida, independente do tamanho e do tempo, se constituídos como seres, é vida. Dessa forma a animação infantil constrói uma grande crítica ao aborto e mostra o valor de ser fiel à verdade independente do que a maioria prega. O elefante era tachado de louco e estava aparentemente sozinho, mas nunca desistiu do certo e do justo por vaidade e comodismo. Um ótimo filme para ver com as crianças e passar os valores cristãos para os pequenos.

Ficha técnica: Nas vozes de – Jim Carrey, Steve Carell, Isla Fisher, Seth Rogen, Carol Burnett, Amy Poehler. (EUA, Blue Sky Studios)

….o texto continua após imagem…

Filmes da Trilogia Senhor dos Anéis (2001-2003):

Sinopse: Localizada no mundo ficcional na Terra Média, os três filmes seguem o jovem hobbit Frodo Baggins em sua missão de destruir “Um Anel”, assegurando assim também a destruição de seu criador, o Senhor das Trevas Sauron. Para auxiliá-lo em sua tarefa, forma-se uma sociedade, composta por representantes dos humanos, hobbits, elfos e anões, encarregados de sua segurança pelos estranhos caminhos que terá que seguir. (Fonte: Wikipédia).

Baseado no livro homônimo de J.R.R. Tolkien, o filme – dirigido por Peter Jackson – vai além de ser um clássico da cultura pop atual e ganhador de 11 Oscars. Ele é a metáfora da busca da santidade e da pureza, a personificação da luta do bem contra o mal, mas que foge do clichê e do enredo batido.
A complexidade da trama enriquece a história que comprova que apenas com a pureza é possível vencer o Inimigo e que o caminho de santidade é composto por inúmeras batalhas, sacrifícios, tentações e quedas. Tolkien mostra que até o mais puro e dócil é suscetível à corrupção do pecado se este não se voltar para a Verdade de Cristo rumo ao céu.

Ficha técnica: Elijah Wood, Viggo Mortensen, Ian McKellen, Liv Tyler, Orlando Bloom, Cate Blanchett, Sean Bean, Sean Astin. (EUA, Nova Zelândia, New Line Cinema)

Um Sonho Possível (2009):

Sinopse: Michael Oher, um jovem negro, filho de uma mãe viciada e não tinha moradia. Com boa vocação para os esportes, um dia ele foi avistado pela família de Leigh Anne Tuohy, andando em direção ao estádio da escola para poder dormir longe da chuva. Ao ser convidado para passar uma noite na casa dos Tuohy, sensibilizados pela condição do jovem, Michael não tinha ideia de que aquele dia iria mudar para sempre a sua vida. (Fonte: Adorocinema)

O drama americano explicita a importância da família e o poder transformador que ela detém. Os Tuohy ultrapassam o preconceito, o comodismo e a indiferença e, juntos, como família, mudam a vida do garoto. É interessante notar como Michael também fortalece a estrutura familiar e como sua docilidade e simplicidade tocam uma realidade que parecia ser tão distante da sua.  O filme suscita o valor do sacrifício e da generosidade em prol do outro, mas com contrição e sem vaidade, destacando a importância do “sair de si” e do amor concreto que se manifestam na doação.

Ficha técnica: Sandra Bullock, Quinton Aaron, Tim McGraw, Lily Collins, Kathy Bates. (EUA, Warner Bros.)

Rogue One – Uma história Star Wars (2016)

Sinopse: Ainda criança, Jyn Erso foi afastada de seu pai, Galen, devido à exigência do diretor Krennic que ele trabalhasse na construção da arma mais poderosa do Império, a Estrela da Morte. Criada por Saw Gerrera, ela teve que aprender a sobreviver por conta própria ao completar 16 anos. Já adulta, Jyn é resgatada da prisão pela Aliança Rebelde, que deseja ter acesso a uma mensagem enviada por seu pai a Gerrera. Com a promessa de liberdade ao término da missão, ela aceita trabalhar ao lado do capitão Cassian Andor e do robô K-2SO. (Fonte: Adorocinema)

Da clássica saga de filmes Star Wars, neste o fio condutor do enredo é a esperança!
Os rebeldes são responsáveis por destruir um plano que concederia todo o poder para o Lado Negro da Força, tem nas mãos a missão de salvar a galáxia em cenário em que todos estão desacreditados e há total ausência dos jedis (guardiões do lado da luz da força). Mas Jyn, Cassian e todos os membros do Rogue One lutam para cultivar a esperança, para ter fé diante das lutas, das distrações e desânimos, principalmente quando o Inimigo parece muito à frente e a luta dos rebeldes insignificante diante da potência do mal, mais uma vez é necessário sacrifício e doação.

Ficha técnica: Felicity Jones, Diego Luna, Donnie Yen, Jiang Wen, Mads Mikkelsen, Riz Ahmed (EUA, Walt Disney)

Gostou das dicas dos filmes? Compartilhe!

Ana Clara Gonçalves
Engajada na Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.