A beleza que nos atrai

1
beleza

Escute aqui a transcrição dessa matéria

Quem nunca se deparou com uma bela paisagem e começou a pensar em Deus? Muitas vezes já presenciei e também vivi cenas como essas onde, com os olhos vidrados, deixamos sair da nossa alma um grande louvor a Deus de forma despercebida – “Como Deus é perfeito”, dizemos. A mesma reação temos ao escutar uma música clássica que nos chama atenção ou ao olhar um quadro de Van Gogh. Mesmo sem entender as técnicas e o contexto do quadro, não podemos negar a beleza que existe nele.

Eu particularmente sempre fui muito crítica quando o assunto é beleza. Para me chamar atenção tem que estar bonito, e quase sempre fui taxada de chata, fútil ou até exigente demais. Hoje percebo que era a minha intensa busca por Deus e por Sua beleza tão rara que eu procurava nas coisas. Fui criada em uma casa que não era bonita, mas as histórias de cavalaria, os heroísmos dos santos e os livros bem escritos eram sempre muito valorizados, e isso me tornou sensível à beleza de Deus como também me expôs à feiura do mundo.

A cada ano que passa, vemos os produtos se tornarem mais funcionais, as casas menores e as histórias cada vez mais rasas. Nada de belo é contemplado. Dentro de um ônibus lotado, poucos são os que reparam no pôr do sol. “Que bobeira!”, você pode pensar. Porém são nesses momentos que a beleza do cotidiano nos faz transcender e ver que existe algo além desta terra. Quando conversava com um amigo meu que se queixava de maus pensamentos mesmo sem querer, perguntei o que ele estava consumindo de música, séries, até se ele ficava em silêncio, e a resposta foi a que eu esperava: ele não contemplava nada belo durante seus dias. Como é então que seus pensamentos seriam bons se tudo que ele vê é ruim?

Um despertar para a eternidade

O SER humano é feito de insights da eternidade, é assim que compreendemos que em meios a panelas, planilhas, crianças doentes e louça para lavar, está escondida a alegria de servir para bendizer o reino de Deus, e a beleza é o meio que nos ajuda a chegar nesses insights. É por isso que a beleza importa! Não digo a beleza exterior somente, mas uma profunda conformidade com a realidade que faz a beleza ser de dentro para fora. Quando me arrumo e não estou bem em minha alma, me sinto bela, mas também me sinto uma fraude. Porém, quando estou bem com Deus é quando, mesmo sem fazer nada especial, as pessoas me olham e dizem “Nossa, você fez alguma coisa? Está bonita.” Acho que todos já passamos por isso. É um exemplo também quando vemos as grandes celebridades acabadas em seus vícios e lembramos o quanto eram bonitas em nossas telas, mas isso é porque viram a beleza somente com os olhos humanos, não foram capazes de transcender e encontrar Deus.

“Tarde te amei, ó beleza tão antiga e tão nova! Tarde demais eu te amei! Eis que habitavas dentro de mim e eu te procurava fora!”, nos diz Santo Agostinho. Procuramos fora o que está dentro, que é o próprio Deus, então a beleza serve para nos lembrar que, apesar de belo, é só um reflexo do que procuramos, que logo vai passar. Serve para nos aliviar das dores e sofrimentos da vida e para nos levar para o interior das nossas almas para o encontro com Aquele que é. O Senhor não nos abandona no nosso vale de lágrimas, mas nos eleva em sua misericórdia.

Juntos até o Céu!

Tayná Barbosa
Postulante da Comunidade Católica Pantokrator

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

nove − 7 =