Cumprir a ordem de Jesus: “Ide por todo mundo, pregai o evangelho a toda criatura” (Mc 16,15), nos tempos atuais nunca foi tão fácil. As mídias sociais são capazes de atingir milhões de pessoas, a milhares de quilômetros em poucos segundos, o que é um grande facilitador. Além do mais, você já imaginou qual seria o alcance das cartas de São Paulo, se fossem escritas utilizando estas ferramentas de comunicação instantâneas?

As mídias sociais são como uma grande rede que se conectam à medida que a mensagem é retransmitida, ou seja, compartilhada pelas pessoas. Não era assim que o evangelho era ensinado pelos primeiros cristãos? Na primeira pregação de Pedro foram mais de cinco mil homens convertidos.

Mas você já parou para pensar quantas pessoas leem as mensagens, veem as fotos, curtem ou compartilham os conteúdos que você coloca em suas páginas nas redes sociais? O Brasil é o segundo país com maior tempo gasto neste tipo de site no mundo, em média 3h43, perde apenas para as Filipinas. Algo curioso é que de todas as redes sociais existentes, as cinco maiores redes no Brasil são Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter e Whatsapp. (https://resultadosdigitais.com.br/blog/redes-sociais-mais-usadas/)

Por que estas informações são tão relevantes? Elas nos mostram, de forma geral, o perfil das pessoas que usam a rede, e compreendê-lo é a melhor forma de termos uma evangelização cada vez mais efetiva. Nos relacionamos constantemente com um grande número de pessoas e, consequentemente, podemos nos perder diante este mar de gente, mas se fizermos algo direcionado e autentico – no qual o público entenda o valor daquela mensagem – então haverá grande chance de você ser “ouvido” de ter a atenção desejada.

Mídias Sociais – Ferramentas Eficazes de Evangelização

Mas algumas coisas são importantes serem ditas para que você possa atrair a atenção desejada. A primeira delas é a necessidade de criar um conteúdo exclusivo, que traga a singularidade do criador, já que ninguém deseja ver uma pessoa “panfletando” nas redes sociais, além de compartilhar conteúdo é necessário que a publicação tenha um toque pessoal.

O segundo ponto é direcionar o seu conteúdo, para isso é necessário conhecer o público alvo da sua plataforma. Se o foco são os jovens não adianta compartilhar matérias e organizar posts que não tenham relação com o cotidiano e realidade da juventude, com o que o seu público pensa e vive. É necessário mergulhar no universo do seu público e compartilhar publicações façam com que ele se identifique com o seu material.

Terceiro ponto é a importância de priorizar a humanidade do seu público e a pessoalidade do criador. Do outro lado da tela há alguém real e as pessoas tendem a perder logo o interesse se percebem que as postagens vêm de um “fake”, ou seja, de uma pessoa criada para ocultar a verdadeira identidade. Poste imagens e vídeos que demonstrem quem você realmente é. Tal coerência entre o que se vive e o que se prega é fundamental para a verdadeira evangelização das pessoas. Lembre-se: belas palavras podem persuadir, mas o testemunho é capaz de arrastar.

O Senhor nos confiou uma missão através do nosso batismo, devemos anunciar com a nossa vida a verdade do evangelho. Seremos verdadeiros evangelizadores se a palavra de São Paulo arder em nossos corações, “Ai de mim se não pregar o evangelho” (ICor9:16b). Assim, as mídias sociais se tornam ferramentas eficazes de evangelização, capazes de gerar conversão e de atrair milhares para a verdade do evangelho de Jesus Cristo.

Guilherme Granja
Consagrado da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.