Home Artigos Pantokrator A paciência tudo alcança!

A paciência tudo alcança!

-

A paciência é uma virtude e só conseguiremos exercita-la quando temos oportunidades para exercê-la.

Vivemos em um mundo no qual reina a pressa e a urgência, em que pouco valor é dado à paciência. Essa virtude, que está cada vez mais escassa em nossa convivência, exige, antes de tudo, nossa confiança em Deus.

E o fundamento da nossa confiança e esperança em Deus está justamente na paciência, como diz a Sagrada Escritura: “A paciência prova a fidelidade, e esta, comprovada, produz esperança. E a esperança não engana” (Rm 5,4-5), pelo contrário, ela elucida a nossa paciência em todas as tribulações, pois na provação temos oportunidades concretas para exercer a paciência e esperar a graça vinda de Deus.

Passar pelas provações

Ter paciência é saber esperar, ter autodomínio diante das demoras e contrariedades da vida, ser sereno e tolerante frente aos incômodos e dificuldades. Aquele que é paciente sabe encarar a vida de maneira otimista, tranquila, buscando sempre a harmonia, pois faz das provas que se apresentam ao longo do dia, das adversidades vividas, ocasiões reais de não perder a paz e em todas essas ocasiões, exercitar a paciência, pois, como afirma São Tiago, é uma “suma alegria” passar por diversas provações, já que elas produzem em nós a paciência (cf. Tg 1,2).

paciência

Quando praticamos essa virtude as outras virtudes também desabrocham e trazem benefícios para o nosso crescimento na vida espiritual.  Para tanto, ser paciente consigo mesmo é fundamental, a fim de perseverar na fé e no abandono da vida em Deus e mudar os comportamentos de ira, ansiedade, orgulho em amor e esperança do céu. Desse modo, os nossos pecados e fraquezas não podem nos assustar e nos desanimar, porque foi pela paciência em vencê-los que os santos chegaram à santidade.

Santa Teresa D’Ávila, doutora da Igreja, nos ensina: “Nada te perturbe; nada te espante. Tudo passa. Só Deus não muda; a paciência tudo alcança. Quem a Deus tem nada lhe falta: Só Deus Basta!” E desta linda oração podemos destacar que “a paciência tudo alcança”. Todavia, para alcançar esse “tudo”, precisamos de muita fé, amor e esperança. Precisamos aproveitar das situações adversas para ofertar a Deus e exercitar a paciência em vista da principal meta: a eternidade, pois ser paciente é uma via segura que conduz à santidade!

Não se desespere

Ressalte-se, entretanto, que a paciência do cristão não é vazia nem significa inação, resignação ou perda de tempo, mas sim confiança e certeza de que tudo está nas mãos do Deus Todo-Poderoso, que tudo sabe e tudo pode fazer.

Assim, quando o sofrimento se faz presente, é preciso não se desesperar, mas aceitar com paciência, como um caminho de santificação, mantendo sempre o sorriso nos lábios. Ninguém perde por esperar! Ninguém será discípulo de Cristo se não estiver pronto a carregar a sua cruz, todos os dias (cf. Lc 9,23); e ninguém carregará sua cruz, como convém, sem paciência. Jesus sofreu tudo pacientemente. Jesus é o modelo dessa virtude. Sofreu tudo em silêncio, sem ofender, sem revidar, sem blasfemar. Sofreu pagando o mal apenas com o bem. Maria, nossa Mãe, é a mulher da paciência. Sempre soube esperar os desígnios de Deus se cumprirem, sem se afobar, sem gritar, sem reclamar… A paciência é amiga do silêncio e da fé.

Uma coisa é certa: sem esse exercício não chegaremos à humildade, ao despojamento, à pureza, à mortificação, à mansidão, à bondade, à santidade. Por isso é preciso pedir esse fruto ao Espírito Santo (cf. Gl 5,22) e exercitá-lo a cada momento. É a virtude que nos levará para o céu e por isso incessantemente devemos suplicar ao Senhor essa virtude, pedir essa graça ao Espírito Santo e perceber que Deus nos concede essa virtude aliada à prática. Nosso Senhor, em sua infinita sabedoria, nos proporciona ocasiões para que sejamos pacientes. O hábito faz a perfeição! Então, aproveite as oportunidades que o Senhor lhe concede e pratique a paciência.

Gabriela da Silva
Consagrada na Comunidade Católica Pantokrator

Gabriela da Silva
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

vinte + quatro =

EDIFICANDO A FÉ NOS CORAÇÕES

Ao tornar-se um Construtor da Fé você participa da Obra de Pantokrator e constrói a fé no coração de milhares de pessoas mensalmente atingidas pela nossa Obra. E ainda colabora na estrutura missionária e na formação dos sacerdotes da Comunidade Pantokrator.

Ao tornar-se um Construtor da Fé você participa da Obra de Pantokrator e constrói a fé no coração de milhares de pessoas mensalmente atingidas pela nossa Obra. E ainda colabora na estrutura missionária e na formação dos sacerdotes da Comunidade Pantokrator.

×