Anunciado filme sobre a vida de Madre Teresa de Calcutá

0

A vida de uma das maiores missionários do nosso tempo irá virar filme. A fundadora das Missionárias da Caridade e Prêmio Nobel da Paz de 1979, Madre Teresa de Calcutá, teve o primeiro longa-metragem sobre a sua vida autorizado. Ficará por conta do Flame Venturas e Origin Entertainment, a produção do filme “I Thirst” – Tenho sede.

image02Durante o próximo mês, o roteirista Kier Pearson irá viajar por Calcutá, Índia e Tijuana, conhecendo os lugares por onde Madre Teresa passou e colhendo testemunhos de pessoas que a conheceram.

O produtor, Tony Krantz, disse que “não poderiam estar mais entusiasmados de fazer um filme sobre uma mulher que lutou pelo compromisso absoluto, a fé, a caridade e o amor”. Enquanto isso, o produtor, Jamey Volk, disse que “queremos levar esta historia para uma audiência global” e disse ainda que “temos a intenção de começar a rodar no final de ano para estrear na primavera ou verão de 2015”.

A organização sem fins lucrativos dirigida pelos administradores legais de seu fundo fiduciário, Centro Madre Teresa de Calcutá, que tem como objetivo promover e apoiar o conhecimento de sua obra através de seu estudo e difusão, participa também deste grande projeto.

Madre Teresa de Calcutá cujo nome de batismo era Inés Gonxha Bojaxhiu, nasceu em 26 de agosto de 1910 em Skopje, capital da atual República da Macedônia, no seio da comunidade albanesa, e foi beatificada em 2003 pelo Beato João Paulo II, depois que o vaticano reconheceu o milagre da cura de um tumor no abdômen de uma mulher indiana depois que esta passou um relicário com a fotografia da Beata sobre o tumor.

A Prêmio Nobel da Paz realizou um trabalho assistencial em Calcutá com as Missionárias da Caridade, congregação que ela mesma fundou, que começou ajudando aos mais necessitados de Calcutá e agora conta com 710 casas em mais de 130 países onde 4500 religiosas dedicadas à assistência de pobres e doentes.

A Madre Teresa de Calcutá faleceu à idade de 87 anos, em 5 de setembro de 1997 em seu quarto da sede das Missionárias da Caridade.

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.