A arte de gravar

2

Com o passar do tempo e a evolução da tecnologia, assim como em milhares de coisas que estão ao nosso redor, a música também foi muito beneficiada. Antigamente se você tivesse o desejo de gravar algo para ter registrado como referência, era um pouco difícil, pois os poucos aparelhos que existiam acabavam não sendo acessíveis.

522766_12939281Graças, primeiramente a Deus que deu ao homem a capacidade desta incrível evolução, hoje podemos desfrutar facilmente de vários dispositivos que são capazes de captar som, desde um celular até um gravador específico.

Na época em que eu comecei a me arriscar nesse mundo da ARTE DE GRAVAR, era um pouco trabalhoso, pois eu utilizava um aparelho Microsystem de dois TAPES, enquanto o primeiro estava sendo reproduzido, eu utilizava o recurso de gravação do segundo TAPE que captava a reprodução e mais o som que estava entrando no canal do MIC. Atualmente temos esse recurso facilmente em centenas de programas (pagos ou gratuitos), recurso no qual é chamado de MULTI-PISTA ou MULTI-TRACK. Agora, imaginem quantas vezes era necessário fazer essa troca de fitas entre os TAPES se você quiser gravar por exemplos dois TRACKs de violão e uma voz, sem contar na perda de qualidade que tinha a cada vez que era regravado algo no determinado TAPE.

Bom, foi então que comecei a investir tempo em buscar conhecer como isso funcionava no mundo digital, onde o computador é a ferramenta principal.

Atualmente o YOUTUBE é um dos locais que mais utilizados para todo e qualquer aprendizado de qualquer ferramenta, sempre conseguimos encontrar alguém com a mesma dúvida que temos e que outra pessoa já solucionou, e então esta compartilhando. Baseado nessa realidade, um dos primeiros princípios que aprendi são:

  • A unção do Espírito Santo, muita criatividade, tempo e paciência;
  • Você precisa de um computador de nível mediano, pelo menos;
  • Importantíssimo utilizar uma placa de gravação USB (falarei mais posteriormente);
  • Os Softwares e Plugins certos para desenvolver o trabalho que deseja;

Em minha visão, estes são os principais itens que devem te acompanhar o tempo todo para entrar nesse mundo da ARTE DE GRAVAR e então começar a dar seus primeiros passos.

Em breve estarei partilhando com vocês mais um pouco da minha experiência e também citar algumas ferramentas que podem ser utilizadas e que eu particularmente utilizo.

Queria deixar uma frase para reflexão:

“O QUE PODERÁS SER OU FAZER O HOMEM, SE NÃO DAR GLÓRIAS AO CRIADOR DE TUDO?!” 

Jefferson Carvalho
Musicista

2 COMENTÁRIOS

  1. Muito feliz em poder partilhar um pouquinho da minha experiência. Se alguém tiver dúvida ou quiser partilhar mais detalhes a respeito, estou a disposição.

    Abraços, fiquem com Deus

  2. Excelente artigo!
    Já passei por essas aventuras da era em que tais ferramentas não eram tão acessíveis e realmente hoje é muito gratificante ver o mundo de possibilidades que temos quando pensamos em um “home studio”.
    Realmente, nós curiosos, devemos louvar a Deus por facilitar o nosso lado com tanta evolução tecnológica acessível.
    Parabéns pelo artigo e aguardarei ansiosamente pelos próximos.

    Att.,
    Maycon Menezes

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.