As tentações no século XXI

0
tentações

Escute aqui a transcrição dessa matéria

Em João 16, Jesus nos fala: “No mundo haveis de ter aflições!” Baseado nessa certeza, Cristo já nos mostra que a vida por aqui não seria tão fácil; diariamente lutamos para vencer um dia de cada vez, e é bastante árduo. Desde pequenos, já na nossa concepção, lutamos para sermos fecundados e soubemos que as lutas seriam diárias; não há como escapar dessas batalhas. As dificuldades sempre vêm e vão; talvez uma doença, uma situação financeira, uma tribulação no casamento ou com os filhos, mas deveremos passar pelo cadinho do sofrimento, como nos ensina Santa Teresinha.

A vida de Jesus foi um grande sofrimento. Ele veio para vencer o mal e as tentações, e todo cristão deve também enfrentar isso. Somos também tentados pelo demônio porque pertencemos a Cristo, e trilhamos um caminho de santidade onde o mal não quer que vençamos nunca. A tentação é um impulso para a prática de alguma coisa censurável ou não recomendável, e acontece de forma sedutora com a finalidade de destruição. Quando trilhamos um caminho de busca pela santidade –  pois foi para vivermos em Cristo que nascemos e morremos, para estar na Sua presença –  por vezes somos tentados constantemente, vem sempre um pensamento ou alguma tentação, algo que muitas vezes nos faz pecar e nos rouba a graça de estarmos na presença de Deus.

O demônio, depois de tentar Jesus, não se dá por vencido e faz uma outra proposta: ‘’ portanto, se te prostrares diante de mim tudo isso será teu (Lucas 4,7)’’. O que é mais importante: ter ou servir? Uma das maiores tentações no mundo é o poder, porque quem tem poder acaba tendo dinheiro, podendo buscar qualquer prazer. O poder atrai e mexe com as pessoas, e em função dele faz-se guerras, uns matam os outros, existem muitas calúnias, etc. Jesus veio para nos ensinar que o serviço é essencial e não o poder. Quando Ele se coloca à disposição de lavar os pés dos discípulos, nos ensina o quanto o se abaixar é para renovar a pureza que vem apenas de Cristo, mas também para buscar e celebrar a reconciliação com os nossos irmãos. Quem tem o poder deve colocá-lo a serviço para facilitar a vida do outro.

A realidade que o pecado nos mostra é que a tentação é inevitável porque é da nossa própria natureza; as nossas ações, os maus desígnios, a concupiscência da carne e o próprio demônio lança em nossas vidas as suas tentações utilizando pessoas, ocasiões, influências para nos afastar de Deus. Porém Jesus venceu as tentações, e Ele também deixou as armas para que possamos lutar também e vencermos todas elas.

O primeiro passo que devemos dar é lutar para não dar espaço nem oportunidade a qualquer tipo de tentação, através da vigia com os nossos olhos, pensamentos e atitudes. Em (Provérbios 4, 23 – 27) o sábio Salomão nos exorta dizendo: Guarda teu coração acima de todas as outras coisas, porque dele brotam todas as fontes da vida. Preserva tua boca da malignidade, longe de teus lábios a falsidade! Que teus olhos vejam de frente e que tua vista perceba o que há diante de ti! Examina os caminhos onde colocas os pés e que sejam sempre retos! Não te desvies nem para a direita nem para a esquerda, e retira teu pé do mal. Independente da tua tentação, seja ela na área sexual, na sua espiritualidade, nos seus sentimentos ou pensamentos, é preciso lutar no jejum, na oração e na leitura da Palavra de Deus –  são práticas de intimidade com Deus. Ao exercitar nossa mente nas coisas do Senhor, o Espírito Santo nos ajudará a discernir o caminho do bem e do mal, e ninguém consegue vencer sem Deus.

Em (1 João 4,4) o Senhor vai nos falar que somos de Deus, e os vencestes, porque o que está em vós é maior do que aquele que está no mundo. Quando creio que Deus está comigo e que Ele é maior do que o que está no mundo, consigo vencer todas as tentações, pois recebo a força Daquele que é poderoso, Daquele que é maior que todas as tentações. Haverá tentações fora de ocasião, em situações inevitáveis, mas lutamos para estar perto de Cristo. Todos nós somos tentados porque essa é a lei da vida espiritual, e para alcançarmos o céu; fomos criados para adorar a Deus e só a Ele servir.

Fransbiane Jesus da Silva
Postulante da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

18 − 9 =