A beleza e a riqueza que é nosso corpo

0

Descobrir o valor do nosso corpo é algo muito importante para entendermos e vivermos a nossa sexualidade da forma que Deus a sonhou, pois foi no corpo que Deus manifestou o seu plano de amor e sua obra de salvação.

Na sociedade sensualista em que vivemos, infelizmente a sexualidade humana é mal interpretada e reduzida apenas ao prazer, em contrapartida a isso, é importante descobrirmos por que devemos optar pela castidade, pela pureza e por que devemos valorizar o nosso corpo; e nada melhor para entender toda a dimensão da sexualidade humana do que descobrir a beleza que é nosso corpo – pois é nele que o mistério de Deus acontece.

A castidade é um grande dom que todos nós precisamos. Ela nos possibilita viver a verdadeira liberdade. Ela nos permite viver a pureza e nos dá a têmpera necessária para permanecermos firmes em Deus. A castidade também nos treina para a fidelidade como diz ‘Jason Evert’. Mas, para vivê-la, é fundamental saber por que temos que vivê-la, e talvez uma das respostas seria: precisamos vivê-la “porque Deus nos deu um corpo e porque esse corpo é sacramento, é templo onde Deus manifesta o seu reinado”.

O nosso corpo é o meio eficaz onde Deus deseja realizar todo o Seu plano de amor. É através dele que chegaremos ao fim último da nossa vida que é Deus – Supremo Bem. Os Salmos exaltam de forma maravilhosa o corpo, dizendo: “Não quiseste sacrifício, nem oblação, mas me formaste um corpo”. (Sl 39,7). “Foste vós que plasmastes as entranhas de meu corpo”. (Sl 138,13).

Deus criou e acompanhou cada passo da formação do nosso corpo e nos deu como dom para que nele acontecesse o Seu plano de amor – a comunhão com Ele e para que pudéssemos ser ‘dom’ para o outro. É através do nosso corpo que entramos em comunhão com Deus, e essa graça nos foi dada através de Cristo. O corpo é tão belo que Deus não somente o criou como quis ter um através do Seu Filho Jesus. Isso já é um grande motivo para uma apreciação e valorização do nosso corpo, presente de Deus para nós!

Entender a beleza e a riqueza que é nosso corpo é fundamental para se viver a castidade. Nosso corpo é sacramento, é lugar privilegiado de Deus, é o lugar preparado para a comunhão de amor, é propriedade de Deus; ele me foi dado como um presente para a finalidade do amor a Deus e ao próximo.

Para destacar de forma especial a beleza que é nosso corpo, o Beato João Paulo II, em suas primeiras catequeses, ministrou durante os anos de 1970 a 1984 ensinamentos a respeito do corpo, que intitulou de Teologia do Corpo. Durante as audiências de quarta-feira, ele nos deu ensinamentos valiosos a respeito do nosso corpo, para nos mostrar que o futuro da humanidade, uma verdadeira cultura de vida e de felicidade se dará quando nós descobrirmos o significado e a finalidade do nosso corpo e nossa sexualidade para que tenhamos uma civilização sadia e feliz.

Não podemos desprezar o nosso corpo nem ter o entendimento errado de que ele é apenas uma matéria qualquer. Ele é uma matéria espiritualizada. Ele torna visível aquilo que é invisível, Deus. O nosso corpo revela a imagem e semelhança de Deus e é nele que toda a nossa espiritualidade cristã acontece.

Consagremos a Deus o nosso corpo e peçamos a Ele a graça da castidade para que possamos fazer dele um lugar digno, santo, puro, em que Deus possa vim e reinar!

Fábio Junior
Discípulo na Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.