Combatendo o bom combate

0

“Pecado é procurar Deus onde Ele não se encontra.”

O Beato João Paulo II foi muito sábio ao escrever esta frase, pois tudo o que foi criado por Deus é bom, mas o pecado veio como uma mancha desfigurar a beleza da criação.

Sabemos que o pecado é ruim e nos afasta de Deus. Então, por que pecamos? Simplesmente porque nos esquecemos de Deus e com isso esquecemos nosso valor.

Nós somos um campo de batalha entre o bem e o mal!

Você já reparou como temos tendência para o mal, mesmo querendo fazer o bem?

São Paulo já dizia aos Romanos: “Eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita o bem, porque o querer o bem está em mim, mas não sou capaz de efetuá-lo. Não faço o bem que quereria, mas o mal que não quero. Ora, se faço o que não quero, já não sou eu que faço, mas sim o pecado que em mim habita”. (Rm 7,18-20)

Onde está a verdade?
Filho de dois pais

Uma coisa precisa estar clara em nosso coração: pertencemos a Cristo, não ao demônio. Contudo, todas as vezes que pecamos nos afastamos do amor de Deus, desconfiamos da Sua bondade, da Sua fidelidade, e saímos do eixo da nossa essência, daquilo que realmente somos, ou seja, da verdadeira felicidade.

Deus nos conhece, sabe das nossas fraquezas, das nossas limitações, mas também sabe da nossa força, por isso não nos dá algo além do que suportamos. Seu amor nos impulsiona a nos desdobrarmos saindo de nós mesmos para sermos pessoas livres.

Somente somos livres quando estamos dentro do projeto de Deus, quando renunciamos aos nossos “pecadinhos” de estimação que sutilmente nos escravizam.

Para ser livre é preciso ter coragem e pra isso precisamos buscar intimidade com Deus na oração.

Não tenha medo de ser livre, não tenha medo de fazer uma experiência verdadeira com Deus, não tenha medo de combater o bom combate para alcançar algo muito maior: a vida eterna!

Ninguém disse que seria fácil, que não seria doloroso, mas vale a pena se deixar moldar pelas mãos do Senhor, como barro nas mãos do oleiro.

Assim aconteceu  na travessia do Mar Vermelho, quando o Senhor disse a Moisés: “Diga ao povo que ande”. Assim faço o convite: dê o primeiro passo, confie! Se seus pés vacilarem, lembre-se que há um Deus que sustentará você, porque te ama até o ciúme.

Deus abençoe você!

Camila do Carmo da Silva e Fernanda Guardia
Postulantes da Comunidade Católica Pantokrator.

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.