Como educar os filhos para serem Santos?

1
filhos

Educar filhos sempre é um desafio e acredito que, para nós pais, uma missão bem especial confiada por Deus. Antes de pensar em educação dos nossos filhos, precisamos entender a importância que nós, pais, temos na vida deles.

Como pais, precisamos caminhar sempre na mesma direção, principalmente em relação à educação de nossos filhos, pois somos os primeiros catequistas dos nossos pequenos. É através de nós que eles conhecerão, respeitarão e amarão a Deus, principalmente através de nosso testemunho. Devemos portanto, de forma simples e na linguagem que eles entendam, apresentar Deus.

Os filhos necessitam ser educados e moldados pelos pais. Hoje, levamos uma vida corrida e agitada, mas devemos nos mostrar disponíveis para os filhos. A educação deles, tanto para Deus quanto para a sociedade, depende de nós, não de terceiros.

Sou mãe e tenho três meninos. Meu esposo e eu nos preocupamos com a educação deles. Desta forma, procuramos inserir de forma simples no cotidiano dos nossos filhos a oração antes das refeições, a oração antes de dormir, algumas músicas simples que os levam a pensar em Deus, o contato com histórias e o testemunho dos santos.

filhos

Ensine seu filho a rezar e a valorizar as qualidades que ele tem. Ensine-o a olhar para as suas mãos perfeitas e dizer: “Muito obrigado, Senhor!”. Ensine-o a ver os seus olhos que enxergam longe, seus ouvidos que ouvem o cantar dos pássaros e dizer: “Obrigado, Senhor!”. Ensine-o a olhar para a beleza e vigor da sua juventude e dizer: “Obrigado, meu Deus!”. Mostre Deus a seus filhos pelo rosto d’Ele na criação. São coisas simples, mas que já vão desenvolvendo neles a necessidade de serem seres humanos melhores, voltados para Deus, com o olhar para o céu.

Os pais e os filhos

É importante falar da nossa busca como casal pela santidade, como família. Ao olharmos para os pais de Santa Teresinha, encontramos ali o desejo de que seus filhos trilhassem o caminho da santidade.

Os pais precisam estar de acordo com a educação dos filhos. Sendo assim, precisamos sempre caminhar na mesma direção para não confundir os filhos. É preciso dialogar, como casal, sobre a educação dos filhos. Muitas vezes precisamos ler, estudar, buscar informações, pois não nascemos sabendo de tudo. Precisamos aprender muitas coisas em nossas vidas e, sobre educação, não é diferente. Requer dedicação.

Deus nos deu uma missão, somos importantes na vida de nossos filhos e precisamos educá-los para a sociedade e para o Céu. A educação dos filhos sempre nos trará desafios, porém portamos uma graça dada por Deus para educá-los da maneira com que Ele sonhou, com amor, carinho e dedicação.

Filhos e Virtudes

É preciso tempo de dedicação aos filhos, uma forma de iniciarmos a educação deles é através da apresentação das virtudes. E o que são Virtudes? Trata-se de uma disposição habitual e firme para praticar o bem.

É bom recordar que as virtudes humanas podem ser agrupadas em torno de quatro: prudência, justiça, fortaleza e temperança. São chamadas “virtudes cardeais”, porque desempenham papel de dobradiças; as demais se agrupam em torno delas.

A prudência dispõe a razão a discernir o verdadeiro bem e a escolher os meios adequados para realizá-lo. A justiça consiste na vontade constante e firme de dar a Deus e ao próximo o que lhes é devido. A fortaleza dá segurança nas dificuldades, firmeza e constância na busca do bem. A temperança modera a atração dos prazeres sensíveis e procura o equilíbrio no uso dos bens criados.

A educação é a metade da virtude, diz o povo, referindo-se aos bons modos que facilitam a boa convivência entre as pessoas. As virtudes morais crescem pela educação, pelos atos deliberados e pela perseverança no esforço. A graça divina as purifica e eleva. As virtudes humanas se fundem nas virtudes teologais, que se referem diretamente a Deus. São elas: fé, esperança e caridade.

Os filhos e a fé

Pela fé, cremos em Deus e em tudo o que Ele nos revelou; cremos que a Santa Igreja nos propõe a crer. Pela esperança, desejamos e aguardamos de Deus a vida eterna e as graças para merecê-la. Pela caridade, amamos a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos, por amor a Deus.

Para que tudo isso funcione, precisamos traçar um caminho a seguir e dar bons exemplos de tudo que vivemos. Nossos pequenos precisam ver, em nós pais, exemplos a serem seguidos. Parece difícil, mas quando fazemos naturalmente, dialogando com nossos filhos de uma forma calma, sensata, mas, ao mesmo tempo, firmes e certos da direção que queremos levar nossos filhos, educando-os com amor e para o amor.

Educar nunca foi fácil e se faz necessário se preparar, rezar e estudar. Desta forma, devemos conhecer nossos pequenos e ajudá-los a serem boas pessoas para o céu e para Deus.

“A maior alegria de um pai é que os filhos se amem, formem um só coração e uma só alma. Não fostes vós que me escolhestes, mas o pai celeste que, na minha primeira missa, me fez ver todos os filhos que me confiava”. (São Pio de Pietrelcina)

Luana Oliveira
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

cinco + dezenove =