Ao se aproximar do tempo da quaresma, muitas pessoas já começam a pensar qual a penitência que irão fazer. Mas qual o sentido, por que devo me penitenciar?

A quaresma é o período que antecede a Páscoa, quando vamos reviver todo o mistério da Paixão de Cristo. Nesse tempo temos a oportunidade de rever nossas vidas, refletir sobre quem somos, sobre o que temos vivido e, principalmente, se temos buscado a vida de santidade que Deus nos propõe.

Sendo assim, este é um tempo de reflexão, recolhimento e intimidade com Deus. Fazer uma revisão da nossa vida, buscando a ótica e as experiências vividas por Cristo, diante desse momento que antecedia o ápice de sua vinda. A quaresma é um tempo que deve nos levar à conversão.

Para nos orientar a viver bem este tempo, a Igreja nos propõe exercer de forma mais expressiva, a caridade, o jejum e a oração.

Jejuar é abster-se de algo e, assim, penitenciar-se em favor de alguma outra coisa muito maior. Nesse sentido, escolhemos uma penitência para viver durante a quaresma, tendo como objetivo a conversão, o nascimento do homem novo em Cristo Jesus.

Refrigerante, chocolate ou Facebook

Ao escolhermos uma penitência, normalmente, deixamos de comer ou de fazer algo de que gostamos e que vai nos fazer falta.

Mas é preciso sinceridade e prudência ao escolher o que vamos fazer. Antes de decidir é preciso refletir sobre alguns aspectos e tomar alguns cuidados. É importante não escolher a mesma penitência todos os anos, não fazer penitências radicais, que podem até mesmo prejudicar a saúde, e tampouco muito “leves”, como por exemplo, deixar de comer alguma coisa que, na verdade, não é habito comer.

O mais importante é o sentido com que vamos viver, o porquê estou me abstendo de algo de que tanto gosto, qual a minha meta.

Como viver bem?

Em primeiro lugar, é preciso ter uma consciência clara do que somos chamados a viver enquanto cristãos e do que a Páscoa e o tempo da quaresma significam para nós.

Depois, é necessário ser sincero consigo mesmo e se perguntar o porquê vai fazer uma penitência. Se a resposta for: “Porque quero que Deus seja o centro da minha vida”. Então, pode-se passar para a fase de escolher qual penitência fazer.

Coloque-se em oração, exponha para Deus quem você é e o que quer buscar. Ouça o que Ele tem a dizer! Talvez neste momento já consiga definir sua penitência. Mas se ainda assim não estiver seguro, procure um sacerdote, peça ajuda, busque o sacramento da reconciliação. Deus certamente lhe mostrará o caminho.

Decidida a penitência, viva este tempo em oração, com o coração sedento e aberto às graças de Deus. Esteja atento aos frutos que certamente serão colhidos por este tempo de renúncia. Aproxime-se de Deus e se abra às suas obras. Caso vacile durante o caminho, não desista, retorne; Deus é misericórdia.

Certamente se vivido bem este tempo, sua penitência se converterá em um novo tempo e uma nova vida.

Vanessa Cícera S Ramos
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

5 COMENTÁRIOS

  1. Preciso ser uma pessoa aberta a ouvir o que Deus tem a me direciona na minha vide e minha família, fazendo com que todos siga os seus encinamentos

    • Bom Dia, a paz!
      Seja intima Dele e você ouvirá a vontade Dele para a sua vida.
      Ele tem sede da sua vida.
      Deus abençoe

  2. […] Jesus deixa claro no Evangelho de Mateus que uma das condições da salvação é a hospitalidade. A Quaresma pode parecer um momento para reduzir a acolhida de convidados em casa e para dedicar menos tempo a estar com outras pessoas, mas na verdade é uma época perfeita para viver a virtude evangélica da hospitalidade. Aqui estão cinco dicas sobre como fazer isso durante a Quaresma. […]

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.