Como foi o seu ano?

1

É apenas um dígito no calendário que muda. Algo tão simples, mas que nos causa um impacto tão grande: o Ano Novo! No ano novo fazemos promessas, estabelecemos metas; no ano novo recebemos a oportunidade de começar do zero. Os meses voltam ao início, as estações retornam ao ciclo até o ar recebe outro toque especial. Mesmo que nada mude em sua rotina, ainda assim, você enxerga as coisas diferentes. Talvez seja porque a cada ano, não importa a idade que se tenha, todos mudam. Nosso próprio olhar torna-se diferente. Você pode até não perceber – ou não tenha parado para reparar -, seu ano pode não ter sido dos melhores ou do jeito que você gostaria que ele tivesse sido, o importante é tomarmos a postura de olhar para trás e perceber a obra realizada por Deus em nossas vidas durante todo esse tempo que se passou.

Sonhar os planos de Deus

Antes de pensarmos no que não conseguimos alcançar, antes de pensarmos no próximo ano novo, precisamos aprender a reconhecer a beleza do movimento de Deus nesse um ano que veio e já se foi. Um ano, afinal, é muito ou pouco tempo? Quando percebo que já é dezembro, tenho a sensação de que os doze meses voaram. No entanto, ao fazer a experiência de olhar para trás e analisar a pessoa que eu era antes desses doze meses passarem, a impressão é de terem sidos extremamente longos. A bem da verdade, muita coisa acontece em um ano, contudo, acabamos crescendo sem nem notar. Neste mundo agitado, infelizmente, muito nos passa despercebido. Vamos vivendo e não percebemos Deus mexendo, trabalhando em nós, e em sua grande maioria, inclusive, nos fechamos para interpretar Suas ações em nossas vidas.

Você se lembra de todos os pedidos que fez a Deus em 1º de janeiro deste ano?

Deus pode até parecer ser surdo ou apenas gostar de nos ignorar, uma vez que nem sempre nossa vontade é atendida; Ele nem sempre também responde aos nossos sonhos e necessidades do jeitinho que colocamos, todavia, uma coisa é certa: mesmo nos “nãos” o Senhor estava cuidando: “Pois meus pensamentos não são os vossos, e vosso modo de agir não é o meu, diz o Senhor; mas tanto quanto o céu domina a terra, tanto é superior à vossa a minha conduta e meus pensamentos ultrapassam os vossos” (Isaías 55, 8-9).

É o Senhor quem diz: os planos celestes estão acima dos vossos.”

Enquanto queremos bater o pé e insistir em um caminho que não nos fará bem, o Deus Ciumento nos coloca de volta no lugar correto, embora nos doa por um tempo.

Deus é sempre Sim

Não importa qual tenha sido o caminho proposto pelo Senhor em sua vida ao longo de 2018; muito menos se os seus passos foram lentos ou rápidos; ou se você estava ou não esperando por tudo o que te aconteceu. Por mais que Deus tenha lhe dado mais “nãos” que “sims”, ou até mesmo mais “sims” que “nãos”, a primeira coisa que se deve ter antes de qualquer sentimento de frustração ou empolgação, é o sentimento de gratidão. Tudo que aconteceu foi permitido, e nosso papel diante de tudo isso é louvar ao Senhor por Suas obras. Não tente entender e se coloque em seu lugar de filho. Todas as coisas são de Deus, o Pai, e é somente Ele quem conhece os anseios mais profundos do nosso coração.

Às vezes damos trabalho e atrasamos a obra de Deus em nosso ano. O mais engraçado, porém, é que, enquanto ficamos preocupados com nossas falhas e lentidões, Ele mesmo sabe das nossas limitações e não espera de nós mais do que possamos dar. Se o Senhor tem paciência contigo, você também deve ter. Tire o foco daquilo que poderia ter sido e louve por aquilo que foi. Apesar de não conseguir enxergar suas mudanças e as coisas boas, elas existem. Deus nos constrói no oculto. Os frutos, cedo ou tarde, iremos perceber no dia a dia mesmo, nas coisas simples. Deus se alegra com o nosso esforço e nos recompensa por tentar de verdade.

Há sempre um Ano Novo

Além de tudo isso, Ele não se cansa de nos dar novas oportunidades. O ano novo de 2018 já virou ano velho, e agora está dando espaço para a chegada de mais uma nova chance de ser mais santo. O ano novo de 2019 se aproxima, e com essa “simples” mudança de dígito, Jesus deve estar preparando muitas surpresas. Que você possa preparar o seu coração para vivê-las bem, e ao final do próximo ano, você possa sentar-se, olhar para trás e sentir em seu coração a tranquilidade daquele que, mesmo diante de todas as loucuras vividas, confiou e entregou-se à vontade de Deus.

Leia também: “Fim de Ano, Ano Novo: Como Perseverar nos Propósitos?”

 

Giovana Cardoso
Postulante da Comunidade Católica Pantokrator

 

1 COMENTÁRIO

  1. Interessante este texto. Realmente, às vezes temos momentos bons, outras vezes momentos ruins. Acho que o principal é confiar em Deus. Ele tem um plano para seus filhos, Não sabemos qual é plano de de Deus, mas Ele quer o melhor para nós. Assim como um pai quer que seu filho prospere!

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.