Criadas para expressar a beleza de Deus

1

Seja você homem ou mulher, somos atraídos pela beleza. E nós mulheres possuímos um papel essencial, possuímos uma missão dada por Deus.

“A beleza é a expressão do bem e nos atrai para Deus.”

A mulher foi o último ser criado por Deus; foi o ápice da criação: cheia de beleza, meiguice, delicadeza, força espiritual. Ela foi criada para ser mãe e esposa; carinhosa e sensível. Foi a cereja que faltava em cima do bolo. Foi o coroamento da natureza.

Se o mundo fosse feito só por homens, este seria todo acinzentado. Com a figura da mulher, o mundo ganha cor.

Nesse exemplo, vislumbramos que cada qual possui seu papel, sendo que ambos se complementam.

Não se pode confundir entre si o masculino e o feminino, pois cada qual tem seus valores, que enriquecem a ambos na complementaridade. Enquanto o homem procura a eficiência fria e, às vezes, cega, a mulher é afetiva, dá graça e significado à racionalidade do homem.

Criadas para expressar a beleza de Deus

 

A beleza a ser revelada

Existe uma grande confusão que sorrateiramente fora incutida na sociedade materialista, individualista e egoísta.

Basta-se olhar para o que diz que a mulher deve se revelar, com roupas curtas, decotadas, justas, com maquiagens fortíssimas; caso contrário não são belas.

Com isso, a mulher passa a querer se afirmar através da sedução, lançando-se ao homem como um objeto a ser possuído. E isso se transforma numa competição, de quem é a mais bonita, apelando para a demasiada sedução, que não se passa de uma carência, de ser buscada, olhada, quista.

Isso tudo não passa de uma armadilha que o inimigo arma, pois ele sabe da potencialidade que existe dentro das mulheres. Não é à toa que sua grande investida é desesperadamente no que é belo.

Muitas mulheres foram importantes na vida da Igreja. Lembremo-nos da mulher adúltera a ser apedrejada, de Madalena, convertida, a quem foi a primeira a aparecer após a Ressurreição e da samaritana que Ele converteu no poço de Jacó. Jesus amou as mulheres quando o mundo as desprezava.

Essas mulheres, que foram enganadas por Satanás, e em Deus encontraram o descanso do mais intimo de seus corações, onde foram amadas por sua identidade, pela pureza do seu ser mulher. Jesus foi o primeiro a valorizar as mulheres e a dignificá-las.

Enquanto o mundo está disposto a nos desvalorizar, nos desprezar e arrancar a dignidade que portamos, há um Deus que sempre estará disposto a nos valorizar e dignificar.

É preciso que assumamos o nosso chamado de ser mulher para só assim encontrarmos a beleza a ser verdadeiramente revelada e o nosso valor em Deus.

Que diante dessa força que emana dentro de nós, possamos cumprir o nosso papel no mundo, dar glória a Deus e edificar a Igreja.

Jéssica Feitosa Fernandes
Postulante da Comunidade Católica Pantokrator 

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.