Desígnios de Deus

2
desígnios

Escute aqui a transcrição dessa matéria

Pela , nós cristãos, acreditamos nos desígnios de Deus para nossas vidas, cremos que Ele sempre tem o melhor para nós em qualquer situação que passamos. Se você, meu caro leitor, for cristão, certamente sabe do que estou falando. Também é verdade que muitas vezes somos confrontados por dúvidas de como saber ou encontrar os desígnios de Deus para nossa vida. Há ainda a questão da liberdade, afinal se tudo que vivo faz parte da vontade Deus – de um projeto pré-determinado para minha vida –, então sou apenas um boneco na mão dEle, e na verdade não sou realmente livre.

Dúvidas, dúvidas e mais dúvidas, e sempre as teremos! Para te ajudar a descansar na vontade de Deus, vamos tentar entender um pouco sobre o que são os desígnios de Deus e qual o papel da nossa liberdade nesse contexto, para isso precisarei que você use a imaginação. Pronto!? Vamos lá!

Imagine que Deus é um engenheiro que projetou a construção da sua vida, desde o nascimento até o fim da vida. Pense agora que a liberdade, o livre arbítrio, é o pedreiro da obra que é a sua vida, responsável por colocar em prática a obra que Deus projetou, pois segue a máxima de Santo Agostinho: “Deus, que te criou sem ti, não te salvará sem ti”. Nessa construção, quem dá as ordens ao pedreiro é o mestre de obra, que no caso é você mesmo.

Conseguiu imaginar esse cenário? Pois bem, agora vamos a explicação da cena. O desígnio de Deus é o projeto de engenharia, o qual você consegue ler e interpretar pela oração. É somente pela oração, com ajuda do Espirito Santo, que você tem conhecimento daquilo que Deus te convida a viver, para que tenha uma vida plena e feliz em santidade. Você, como mestre de obra, em posse desse conhecimento usa da sua liberdade para construção desse projeto. E você pode ter várias atitudes perante essa situação.

Você pode achar que conhece mais de construção que o engenheiro, afinal de contas a vida é sua, logo usa da liberdade para fazer uns ajustes a construção. Pode também ignorar o projeto e tomar o rumo que você acha melhor, então demite o engenheiro por não precisar dele e achar que o projeto que foi feito, não passa de uma bobagem. Por fim, o colega de trabalho da liberdade chama responsabilidade, portanto em qualquer que seja o contexto que você se coloque, precisa ser responsável pela obra final, ou seja, você sempre será responsável pelo destino da sua vida, dentro ou fora dos desígnios de Deus.

Seria tão bom se a vida fosse tão simples assim né? Tudo seria tão mais fácil. Acontece que às vezes o desígnio de Deus, aquilo que Ele sonhou para nossa vida, nem sempre é um mar de rosas. Na verdade, acredito que seja sempre um mar de rosas, o problema é que tem um invejoso que faz de tudo para que nós desistamos da nossa fé, e faz de tudo para nos tirar o foco da vontade de Deus e desistir de seguir seus caminhos. Basta ver o que foi feito da vida de Jó, de Davi, e olhem a vida de Jesus como foi.

Lembra que foi dito acima que a liberdade anda junto da responsabilidade? Pois bem, o que essas pessoas têm em comum é a responsabilidade com que fizeram suas escolhas perante as situações de sofrimentos que vivenciaram. Elas tiveram a liberdade de escolher maldizer o Senhor, desistir de seguir Sua vontade, ceder ao desespero, mas se mantiveram firmes na fé e na confiança em Deus. Aceitaram com coragem e responsabilidade as consequências dessas escolhas, e sabemos o fim dessas histórias, sabemos da vida plena e feliz que gozam junto ao Senhor.

A palavra desígnio vem do latim “designium”, do verbo “designare”, “indicar”, quer dizer que os desígnios de Deus são uma indicação daquilo que é o melhor para nós. Assim, respondendo as questões que iniciaram nossa reflexão, descobrimos a “dica” de Deus para nossa vida por meio da oração, não existe outra forma. Sem estar na presença do Senhor em oração, não conseguiremos saber os caminhos do Senhor. E sobre a liberdade a própria palavra já nos diz, os desígnios de Deus são uma indicação da Sua vontade, e como Pai bondoso e misericordioso, Ele respeita a nossa liberdade de escolher seguir ou não Sua indicação, cabe a nós sermos responsáveis por nossas escolhas e não sair por aí esbravejando contra Ele.

Não tenha medo de descobrir, nem de seguir a vontade de Deus para você, Ele não é um ladrão de sonhos que vai te impedir de ter aquilo que deseja e sonha. Tudo que é teu está no coração do Senhor, e como diz nossa amiga Santa Teresinha “Deus não nos inspira desejos irrealizáveis”. Quando estamos na vontade do Senhor tudo tem um sabor ainda melhor, tomemos o exemplo da Virgem Santíssima e digamos com coragem “Faça-se em mim segundo a Tua vontade Senhor! ”

Deus abençoe.

Fernanda Guardia
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

onze − seis =