Deus nos espera, está à nossa procura, não descansa enquanto não nos encontra

0
encontra

Escute aqui a transcrição dessa matéria

Existe uma frase, escrita por Santo Agostinho, que me acompanha há bastante tempo: “Fizeste-nos, Senhor, para ti, e o nosso coração anda inquieto enquanto não descansar em Ti”. Esta é uma grande realidade. Porém, o mais impressionante é que o próprio Deus também está incessantemente à nossa procura! Sim, não somente nossos corações são inquietos pela ausência de Deus; também o coração do Senhor é inquieto e anseia por você e por mim; anseia por nos encontrar, por nos deixar descansar Nele.

Meus queridos leitores, tantas são as vezes que me pego pensando: como o Criador de todas as coisas, o Senhor dos senhores, o Deus soberano e Todo Poderoso, pode me amar ao ponto de me esperar? Esperar meu tempo, esperar minhas lentidões, esperar meu querer… Como pode o Altíssimo concentrar sua atenção em mim (que sou tão pequena!) e esperar minha volta para Seu aprisco de misericórdia e amor?

Por tantas vezes eu O deixei esperando… Por vezes, me ausentei de nossas conversas (oração). Por vezes (talvez por vergonha ou medo), não deixei que Sua misericórdia viesse ao meu encontro para me levar onde é o meu lugar. Não foram raras as ocasiões em que preferi as minhas cargas humanas, ao invés de aceitar o “fardo suave e leve” oferecido no Evangelho (cf. Mt 11,30).

Se estas nossas incontáveis “mancadas” e atitudes de indiferentismo fossem praticadas contra qualquer outra pessoa, seria razoável esperar que ela já não quisesse mais nos esperar. Afinal, quem insistiria em continuar procurando um traidor? Mas estamos falando Daquele que nos amou (e nos ama) de uma maneira inimaginável, nos entregando seu Filho único (cf. Jo 3,16).

Por que deixar Deus nos encontrar?

Por que nos deixar ser encontrados por Deus? A resposta é simples: porque, enquanto criaturas, temos dentro do nosso ser um lugar reservado especificamente para o nosso Criador. Um lugar que somente pertence a Ele e permanecerá vazio enquanto não o preenchermos com Deus da vida. Um lugar que anseia pelos cuidados Dele, e somente Dele.

Passemos para uma reflexão:

Suponhamos que você conseguiu comprar o mais novo modelo de celular da atualidade: um aparelho caro, complexo e ultramoderno. É evidente que este objeto terá uma importância para você (afinal, foram quantos meses trabalhando para poder comprá-lo?). Você é zeloso e muito cuidadoso com o mais novo bem. Porém, no decorrer do dia-a-dia, você percebe que o aparelho está apresentando um mau funcionamento. Acredito que você não levará o seu precioso aparelho para qualquer ambulante desconhecido resolver o problema. Não… Você certamente procurará o fabricante, pois ninguém conhece melhor o produto do que ele: foi o fabricante quem projetou as peças, escolheu os encaixes, testou o funcionamento. Ninguém saberá cuidar melhor.

Pois bem. Se nós temos este zelo pelas coisas materiais (que podem ser substituídas por outras), por que, quando se trata do nosso próprio coração, nossa tendência é procurar “soluções fáceis”? Por que, quando nos sentimos perdidos, tropeçando pela vida, cansados, tristes e “defeituosos”, não nos deixamos ser encontrados por nosso Criador, que nos conhece melhor do que qualquer um?

Nosso conserto se encontra em Deus

Que obra-prima é você, meu querido leitor! Quando lemos no Antigo Testamento sobre a criação do mundo, vemos que todas as coisas foram criadas a partir do poder da palavra de Deus. Mas, quando chegou a vez do ser humano, Deus quis muito mais do que falar: Ele quis nos tocar! Quis nos formar com suas próprias mãos! Deus assim o fez porque você e eu somos de inestimável valor para Ele. E Ele quer nos cuidar, deseja reparar os danos que “falsos criadores” tentaram arrumar em nós. Ele quer te encontrar com Sua misericórdia.

Voltemos ao início do texto, com a frase de Santo Agostinho: “Fizeste-nos, Senhor, para ti, e o nosso coração anda inquieto enquanto não descansar em Ti”.

Não tenha dúvidas, meu caro leitor: nosso “conserto” está no Senhor. Que nos deixemos ser encontrados por sua misericórdia que insiste em nos procurar, seja por uma palavra de algum amigo ou através dessa leitura. Deus está, incansavelmente, querendo te encontrar. Ele está ansioso para te levar à mais bela e apaixonante aventura, que consiste em caminhar lado a lado com o Criador de tudo.

Deus nos abençoe!

Angélica Baruchi Libório
Discípula da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

sete + 7 =