Deus tem pressa da nossa santidade

11
santidade

O Concilio Vaticano II (1962-1965) vai nos dizer isso com ênfase: todo homem é chamado à santidade, todo batizado recebe a graça de santificar-se ao longo de sua vida. A maravilha de Deus nessa afirmação é que você, um simples trabalhador, pai de família, esposa, estudante, você é chamado à santidade.

Você já parou para pensar nisso? Que Deus tem pressa que você seja santo?

Nas Sagradas Escrituras são inúmeros os relatos desta pressa de Deus. No Antigo Testamento, uma das vocações mais belas nos apresenta o jovem Samuel. É exatamente assim que algumas traduções falam sobre ele: Samuel era um menino ainda, em tenra idade, e servia ao Senhor sob os olhos do ancião Eli (cf. 1Sm 2).

O relato Bíblico nos diz: “O Senhor chamou Samuel, o qual respondeu: ‘Eis-me aqui’. Samuel correu para junto de Eli e disse: ‘Eis-me aqui: chamaste-me’. ‘Não te chamei, meu filho, torna a deitar-te’. Ele foi e deitou-se. O Senhor chamou de novo Samuel. Este levantou-se e veio dizer a Eli: ‘Eis-me aqui, tu me chamaste’. ‘Eu não te chamei, meu filho, torna a deitar-te’. Samuel ainda não conhecia o Senhor; a palavra do Senhor não lhe tinha sido ainda manifestada. Pela terceira vez o Senhor chamou Samuel, que se levantou e foi ter com Eli: ‘Eis-me aqui, tu me chamaste’. Compreendeu então Eli que era o Senhor quem chamava o menino. ‘Vai e torna a deitar-te’, disse-lhe ele, ‘e se ouvires que te chamam de novo, responde: Falai, Senhor; vosso servo escuta!’ Voltou Samuel e deitou-se. Veio o Senhor pôs-se junto dele e chamou-o como das outras vezes: ‘Samuel! Samuel!’ ‘Falai’, respondeu o menino, ‘vosso servo escuta’!(1Sm 3, 4-10).

É tão bonito ver exatamente nesse relato a pressa de Deus com aquele menino. Deus tinha um plano para ele e ansiava pelo seu sim. O jovem Samuel foi orientado a dizer sim prontamente. Com certeza, ele não tinha certeza sobre os caminhos pelos quais o Senhor iria levá-lo, mas disse sim aderiu ao apelo de santidade de Deus para ele. Disse sim à voz de Deus.

Percebemos também quando Jesus chama Seus discípulos: “Segue-me”, “Deixa tudo”. Sentimos um tom de pressa. Não há tempo a perder. Especificamente Jesus é muito direto. Quando chama São Mateus, este estava sentado numa mesa com os publicamos. Ele olha pra Mateus e diz “segue-me”. Vale lembrar que Mateus era cobrador de impostos, tinha uma profissão desabonadora para os judeus.

… o texto continua após a imagem…

Neste mesmo Evangelho, Jesus vai dizer: “Não são os que estão bem que precisam de médico, mas sim os doentes. Ide e aprendei o que significam estas palavras: ‘Eu quero a misericórdia e não o sacrifício’ (Os 6,6). Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores” (Mt 9,9-13).

O chamado de São Mateus nos revela que o chamado à santidade é para todo homem, é para você pecador, fraco e frágil.

O Papa Francisco nos diz: “Para ser santo, não é necessário ser bispo, sacerdote, religioso ou religiosa. Muitas vezes, somos tentados a pensar que a santidade esteja reservada apenas àqueles que têm possibilidade de se afastar das ocupações comuns, para dedicar muito tempo à oração” (Oração do Regina Coeli em 29/04/2018). É para cada um de nós o chamado à santidade; nas ocupações comuns do nosso dia, podemos encontrar Deus e podemos nos santificar. 

Deus te chama a ser santo hoje!

Uma coisa muito importante que precisamos entender é que a santidade é um chamado para hoje, para agora! Não podemos procrastinar! Essa palavra está em alta nas grandes empresas, tem sido trabalhado arduamente o que ela significa: não podemos adiar, deixar para depois, postergar. Por quê?

Porque tudo o que se deixa para depois provavelmente não irá ser feito. Assim como os gestores trabalham sua equipe num ambiente de trabalho, o Senhor quer trabalhar com você de maneira que você não deixe para amanhã. “Amanhã eu rezo”, “amanhã eu me confesso”, “vou mudar de atitude” e quando chegar amanhã, você vai fazer o mesmo propósito. Amanhã e amanhã… Quando procrastinamos não ouvimos a Deus e seu chamado. Seguir Jesus, viver a santidade, é trabalho árduo de hoje.

São Mateus prontamente seguiu Jesus; largou toda sua vida velha no mesmo instante e seguiu ao Senhor.

Para viver a santidade, é preciso ser radical

“Deixa que a graça do teu Batismo frutifique num caminho de santidade. Deixa que tudo esteja aberto a Deus e, para isso, opta por Ele, escolhe Deus sem cessar. Não desanimes, porque tens a força do Espírito Santo para tornar possível a santidade” (Papa Francisco, Audiência Geral em 16/05/2018).

Sim, para viver a santidade, é preciso ser radical. Com belas palavras, o Papa Francisco nos convoca: “Deixe frutificar o seu batismo! Você é capaz de dizer sim. Você é capaz de hoje, neste momento, santificar o seu trabalho, os seus afazeres diários, porque o Espírito santo habita em você e é Ele que o capacita a largar a sua vida de pecado, a sua frouxidão” (idem).

Muitas vezes, não conseguimos responder por termos preguiça, porque nos custa deixar a vida velha, as manias e pecados, a falta de virtude. O Papa Francisco vai nos dizer: “Não tenhas medo da santidade. Não te tirará forças, nem vida nem alegria. Muito pelo contrário, porque chegarás a ser o que o Pai pensou quando te criou e serás fiel ao teu próprio ser”(Exortação Apostólica Gaudete et Exsultate).

Deus tem pressa! Ele anseia pela sua santidade porque você será feliz sendo fiel ao seu próprio ser. Foi para isso que você foi criado. Deus te ama tanto, e lutou por sua salvação, deu Seu Filho amado para morrer por você, para lhe garantir a salvação.

E nós temos um modelo: o Cristo que, como diz o a Carta Encíclica Redemptor hominis (1979), de São João Paulo II, nos ensina a ser homem; Ele nos ensina a ser castos, mansos, a ser santos, porque Ele viveu como homem em tudo. Ele é o modelo perfeito, ele é radical e nos capacita pela graça do Espírito Santo a sermos radicais.

Por isso, não podemos adiar! Reze hoje, lute hoje, diga “eu não vou pecar hoje”, “eu vou me confessar hoje”. Pense sempre nisso: “a santidade me faz feliz, pleno, realizado; porque o chamado à santidade, a pressa de Deus é para que eu seja feliz, plenamente realizado.”

A santidade é para mim e para você. E ela é para agora!

Jaqueline Moreira
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

11 COMENTÁRIOS

  1. Muito bom! Tenho pensado muito nisso e rezado também. Muitas vezes ficamos esperando a oportunidade de nos santificarmos, porém a hora é agora, nas situações comuns do nosso dia: trabalho, família, trânsito e etc. Não são somente as situações extraordinárias que nos santificarão!

  2. […] Em toda boa escalada e em tempos de escuridão do ser, é preciso deixar-nos sermos guiados pelas palavras de Jesus e recolher o seu modo de transmitir a verdade. Jesus explicou, de forma simples, o que é ser santo quando nos deixou as bem-aventuranças (cf. Mt 5, 3-12; Lc 6, 20-23). Essas compõem a identidade do cristão, vivê-las no dia-a-dia da nossa vida é a fórmula para sermos santos. […]

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.