O que é Fidelidade?

1

O que é fidelidade? Este é um tipo de pergunta que talvez nos remeta a pensar logo em perfeição, em fazer as coisas corretamente, em não errar, etc. Claro, tudo isso contribui para a fidelidade, todavia, fidelidade é muito mais que isso. Fidelidade não se restringe apenas a execuções de tarefas e realização de obras. Isso não é o suficiente para abranger a totalidade e importância da fidelidade. Ela tem um propósito e um significado muito maior! O seu objetivo é “testemunhar o amor”. Para definir a fidelidade, eu posso usar apenas uma palavra: AMOR. Fidelidade é amor, ou poderia dizer, “fidelidade é a maior expressão do amor”. Só é fiel quem ama. Quem não ama não descobre realmente o que é fidelidade e, com isso, cai no legalismo, no orgulho e na vaidade.o-que-e-fidelidade

A fidelidade brota de Deus e é sempre iniciativa de Deus, pois Ele nos amou primeiro. (I S. João 4,10). Não podemos pensar que somos fies por nossos méritos humanos. É Deus quem nos capacita! Só podemos ser fiéis se Ele nos ajudar. Sem o auxílio de Deus e sem o amor, até podemos fazer coisas de fidelidade, mas isso logo morre ou cai no peso, tornando nossa vida e nossas atitudes um tanto quanto pesadas. É o amor que dá leveza às nossas ações de fidelidade. O amor deve reger nossa vida nos fazendo fiéis em todas as situações. Toda situação é uma oportunidade de viver a fidelidade-amor. É sempre possível viver a fidelidade-amor em qualquer situação, seja na alegria ou na agonia.

A fidelidade também se pauta na misericórdia de Deus. Sem a misericórdia de Deus é impossível para o homem ser fiel. Somente a bondade de Deus transforma o homem e o faz viver a fidelidade na alegria e na leveza. A alegria deve ser o fruto da fidelidade e não o peso, a murmuração e o legalismo. O amor é o que impulsiona a vivermos a verdadeira fidelidade. Para descobrirmos se estamos sendo fiéis ou não, basta nos perguntar: Eu estou amando? Sem o amor, por mais que possamos fazer grandes coisas, não será fidelidade e no final não serão grandes coisas porque só há grandeza onde existe o amor.

“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, sou como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine.

Mesmo que eu tivesse o dom da profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência; mesmo que tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver amor, não sou nada.

Ainda que distribuísse todos os meus bens em sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tiver amor, de nada valeria!” (1Cor 13, 1-3).

Também não será mais fiel aquele que executar mais obras ou aquele que errar menos. O termômetro da fidelidade não é o acúmulo de obras realizadas, mas o amor com que eu coloco nas minhas atitudes e a decisão de querer amar diariamente. É o amor que abrange tudo, portanto fidelidade é a vivência do amor! Para concluir, posso dizer que  fidelidade é uma consequência natural daquele que fez e que faz a experiência com um amor que é verdadeiramente fiel que é o amor ciumento de Deus!

Fábio Júnior
Discípulo na Comunidade Pantokrator 

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.