Férias: lugares de motivações cristãs

Por mais incrível que nos possa parecer, a Santa Igreja levanta reflexões e nos dá diretrizes em todos os aspectos da vida cristã, e o descanso do homem, seja ele semanal ou férias, não poderia ser diferente.

O parágrafo §2184 do Catecismo da Igreja Católica nos diz que “Como Deus “descansou no sétimo dia, depois de toda a obra que fizera” (Gn 2,2), a vida humana é ritmada pelo trabalho e pelo repouso. A instituição do dia do Senhor contribui para que todos desfrutem do tempo de repouso e de lazer suficiente que lhes permita cultivar sua vida familiar, cultural, social e religiosa”. Assim guardar o descanso é importante, para o corpo e a mente. E estar em família desfrutando de férias é melhor ainda. O lazer une o casal, traz um novo ânimo, um novo vigor.

Férias é um tempo de descansar do trabalho, dos afazeres do lar, da escola e até das atividades apostólicas, contudo é importante salientar que de algumas obrigações cristão não se tira férias. Ainda, segundo o catecismo “Os cristãos que dispõem de lazer devem lembrar-se de seus irmãos que têm as mesmas necessidades e os mesmos direitos, mas não podem repousar por causa da pobreza e da miséria. O domingo é tradicionalmente consagrado pela piedade cristã às boas obras e aos humildes serviços de que carecem os doentes, os enfermos, os idosos. Os cristãos santificarão ainda o domingo dispensando à sua família e aos parentes o tempo e a atenção que dificilmente podem dispensar nos outros dias da semana. O domingo é um tempo de reflexão, de silêncio, de cultura e de meditação, que favorecem o crescimento da vida interior cristã” (CIC§2186).

Mas afinal como organizar as férias? Como aproveitar esse período de maneira agradável a Deus? É preciso estar atento aos lugares escolhidos. Se você vai fazer uma viagem, pesquise o lugar antes, por mais que seja imprevisível nos sites de busca, blogs de viagens, de reservas de hotel, sempre há os fóruns onde as pessoas deixam suas impressões e pode servir de guia. Dê preferência para as indicações de amigos e familiares.

Procure se informar qual o tipo de público que frequenta o lugar, as músicas tocadas e etc. Certamente, se você optar por uma praia badalada, onde há shows de axé, por exemplo, pode se decepcionar com o ritmo musical que irá escutar na sua estadia inteira, sem contar as danças sensuais.

Quanto aos lugares, informe-se se tem uma igreja perto, que você possa programar as missas. É importante analisar se o lugar escolhido fará bem para a sua família, se servirá para o descanso e lazer, mas também pela sua santificação. Muitas vezes, as tradições típicas e folclóricas podem nos colocar em situações constrangedoras. Se você já prevê algo assim, evite. Há tanto lugares bonitos no mundo, que nem numa vida inteira se é capaz de conhecer tudo.

Quando os costumes (esporte, restaurantes etc.) e as necessidades sociais (serviços públicos etc.) exigem de alguns um trabalho dominical, cada um assuma a responsabilidade de encontrar um tempo suficiente de lazer. Os fiéis cuidarão, com temperança e caridade, de evitar os excessos e violências causadas às vezes pelas diversões de massa (CIC §2187).

O mesmo vale para outros tipos de atividades: antes de levar as crianças no cinema procure ler as sinopses dos filmes e assistir os trailers. Veja se não tem nenhum conteúdo impróprio. Muitas vezes, a classificação de idade não está aderente a mensagem ou ela não está de acordo com os valores cristãos.

E se você precisa de um lazer econômico, existem muitas formas de estar em lazer saudável. Parques e áreas públicas onde possam contemplar a natureza: façam um piquenique gostoso, com comidinhas saudáveis. Aproveite essa preparação para cozinhar em família, além de aprenderem esta tarefa, essa atividade ajuda as crianças a desenvolverem a virtude da paciência, ao esperarem o bolo ou a torta assar, por exemplo, e a virtude da ordem, pois todos precisam deixar o ambiente limpo e organizado.

Escolha roupas frescas e leves, mas que zelem sempre pela castidade. No verão e nas férias, nosso corpo continua sendo templo Espírito Santo, é preciso estar atento a isto.

Enfim, são inúmeras as opções e atividades que podem ser feitas em família no período de férias, cabe a cada um avaliar e discernir o que convém ou não. E como diria São Paulo em sua carta aos Coríntios:

“ tudo me é permitido, mas nem tudo me convém”.

Renata Tonon
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

GOSTOU? COMPARTILHE EM SUAS REDES SOCIAIS!

Tags: , , , , , ,

Category: Artigos Pantokrator

Deixe um comentário