Gratos, porque grande é Sua misericórdia

Quando passamos por um momento difícil é comum nos depararmos com a frase “de todo mal, Deus tira um bem”. Talvez não entendamos de imediato a verdade que esta frase nos traz, mas se pensarmos que são nas dificuldades que amadurecemos e que Ele nos faz crescer, nós seremos gratos.  Sim, gratos pelas dificuldades! Porque temos nas pequenas dores cotidianas a oportunidade de nos juntarmos ao sacrifício do nosso Senhor.

Hoje o hedonismo – colocar o prazer e a vontade como centro – se encontra enraizado em nossa sociedade e tristemente em nossos corações. O sofrimento causa repulsa ao homem, na maioria das vezes, e a busca pela felicidade se configura como libertinagem. E distraídos podemos cair em um pensamento de que não devemos sofrer e que o importante é ser feliz, já que só se vive uma vez; dessa forma criamos desculpas para a nossa falta de coragem de tomar a nossa cruz.

“Jesus é o caminho, a verdade e a vida”.

Para alcançarmos o céu devemos morrer com Ele para as nossas vontades carnais, nossos egoísmos, vaidade e “síndrome de grandeza” quando na verdade somos feitos de pó. Tomar consciência disso é se tornar grato a Deus por ter criado e salvado tão asquerosa criatura.

Beata Chiara Luce sempre repetia “Se assim queres Senhor, também eu quero”, ela tinha 18 anos quando recebeu o diagnóstico de um câncer nos ossos que fez a jovem italiana que amava esportes ficar em uma cama. Com o coração cheio de amor a Deus, Chiara foi grata por seu sofrimento e respondeu a sua mãe, que a questionou sobre a dor que sentia: “Jesus tira de mim as manchas dos pontinhos pretos com a água sanitária e isso queima”. A tão jovem e sábia já tinha entendido que Deus a desejava no céu, por isso deu a ela a oportunidade de sofrer por Ele e com Ele.

Se pegarmos a história dos santos e mártires da Igreja veremos que as dificuldades e o sofrimento são uma das chaves para a vida eterna. Na missa, no momento que pedimos “concedei-nos o convívio dos eleitos” estamos pedindo a Deus esse lugar no céu que é reservado para os corajosos, para os destemidos na luta pelo amor. Só se prova do amor verdadeiro na dificuldade e sacrifício, quando não temos mais nada além de nós mesmos e quando nos humilhamos diante do Senhor.

A escolha entre reclamar dos momentos difíceis ou ver isso como purificação para o céu é somente nossa, mas a felicidade eterna é somente Dele. Devemos ser gratos, porque o Senhor do universo olhou para nós, Ele nos ama e nos sustenta, Ele sofreu todas as dores na Cruz para nos abrir a porta de seu céu, só temos hoje para morremos de amor por Ele.  Como Santa Terezinha diz: “A vida é um instante entre duas eternidade”, logo estaremos face a face com Aquele que É.

Tayná Barbosa
Postulante da Comunidade Católica Pantokrator 

GOSTOU? COMPARTILHE EM SUAS REDES SOCIAIS!

Tags: , , ,

Category: Artigos Pantokrator

Deixe um comentário

Eventos Campinas Informações