Geralmente as crianças, em especial os meninos, são fascinados por algum super herói. Meu filho do meio, por exemplo, durante muito tempo se achava o Hulk, o mais velho gostava mais do Homem de Ferro. Isso não é algo ruim, afinal são meninos em formação de caráter e, como meninos, precisam desenvolver virtudes, além de reforçar sua masculinidade. Mas, cuidado! Como cristãos, precisamos apresentar Cristo para nossos filhos, apresentá-lo como Alguém real, que não é um super herói dos quadrinhos ou filmes, mas próximo a nós, que nos ama e nos protege.

Educar filhos é uma grande e gratificante missão para os pais, e educá-los na fé se torna ainda mais desafiador, principalmente nos dias de hoje, precisamos apresentar Jesus como modelo a ser seguido, um “herói” a ser muito admirado e imitado em suas ações e gestos.

Os heróis transmitem virtudes, uns mais e outros menos, talvez por isso atraiam tanto nossas crianças: salvam o mundo, restabelecem a paz, derrotam o mal, são corajosos, possuem disposição para o sacrifício, vivem a prudência, a honra, etc., mas tudo não passa de uma mera ficção científica. Eles não existem, porém, são desejados, imitados, viram temas de festas de aniversário, filmes, camisetas e brinquedos. São amados e quase idolatrados por nossos filhos.

Super herói

É interessante perceber que personagens de ficção científica se tornam tão reais na vida das pessoas e Jesus Cristo, o único e verdadeiro herói, Deus que se fez homem, que viveu entre nós, curou, libertou, morreu em uma Cruz para nos salvar das mãos do maligno, Aquele que ressuscitou, que vive em nosso meio, que está presente em todos os sacrários da face da Terra, que se torna alimento em cada Santa Missa e habita em nós é para a esmagadora maioria da sociedade alguém desconhecido, distante, esquecido, às vezes, ultrapassado. O único herói verdadeiramente real não é desejado nem imitado, não se transforma em tema de festas de aniversário, nem em filmes, camisetas ou brinquedos, é amado e adorado por poucos; alguém distante até mesmo para aqueles que se intitulam cristãos. Aquele que, com a Sua paixão, devolveu a todos, sem exceção, a vida plena de Deus, não é reconhecido como herói.

Se quisermos que nossos filhos não se tornem jovens e adultos que se relacionam com Cristo de maneira superficial, precisamos apresentá-lO a eles desde a primeira infância como um verdadeiro herói, que nos salvou do mal, que está conosco, que nos protege e quer ser nosso amigo, nosso grande amigo. Como pais, temos a responsabilidade de levar nossos filhos a serem apaixonados por Cristo, os seus olhos precisam brilhar ao ouvirem falar das grandes maravilhas que esse herói realizou enquanto estava em nosso meio e continua a realizar.

Temos algo muito importante a nosso favor: nossos filhos possuem um imaginário fértil e são fascinados por tudo aquilo que é lúdico. Aqui em casa, percebo o quanto são interessados por história e nós precisamos aproveitar esse interesse para apresentar Jesus a eles através da contação de histórias bíblicas com um toque de aventura e emoção. Separe relatos bíblicos dos milagres que Jesus realizou ou mesmo utilize-se de personagens do antigo testamento que encontraram em Deus a força para realizarem grandes ações, seja criativo e faça com que enxerguem em Jesus este herói, que não apenas realizou grandes coisas no passado, mas continua a realizar coisas ainda maiores em cada um de nós e que deseja ser amigo de cada um deles.

Ensine seu filho a relacionar-se com Jesus, de maneira simples, mostrando a ele que este Herói nos ajuda a cada instante a vencer nossos medos. Incentive seu filho a imitar as atitudes de Cristo, mostrando-lhe as virtudes que Ele viveu. Apresente-O como uma pessoa, um amigo, que deseja se relacionar com ele, que está ali pronto para ouvi-lo em sua oração antes de dormir, que acordou primeiro que ele para dar-lhe um “bom dia”, que vem nos visitar em cada Santa Missa. Não tenha receios em mostrar para ele que Jesus é tão poderoso que consegue se transformar em uma pequena hóstia para morar dentro de nós, faça com que desejem viver esta realidade. Incentive seu filho a pedir ajuda de Jesus quando estiver passando por alguma situação difícil, seja uma pequena enfermidade ou mesmo uma lição de casa mais difícil. Não perca as oportunidades de apresentar ao seu filho a pessoa de Jesus, em qualquer situação que seja. Mostre a Ele que esse Herói está vivo, é real e que nós podemos contar com a ajuda d’Ele em todas as situações.

Se assumirmos nossa missão e tivermos a consciência da nossa responsabilidade de levar nossos filhos a conhecerem Jesus, não precisaremos nos preocupar com os outros heróis fictícios que eles admiram. E se em algum momento seu filho disser que algum super herói é mais forte e poderoso que Jesus, isso já aconteceu aqui em casa, aproveite-se disso para contar-lhe um grande segredo: “o Hulk só é forte, o Batman e o Homem de Ferro só são inteligentes e o Super-homem só sabe voar porque Jesus os ensinou a fazerem tudo isso. Jesus é o único herói de verdade que existe, Ele possui todos os super poderes de todos os super heróis, Ele é o Super Jesus, sente-se aqui que eu vou te contar como Ele salvou o mundo!”.

Allan Dionisio Vieira de Oliveira
Consagrado na Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.