Home Artigos Pantokrator Minha missão na França

Minha missão na França

-

Meu nome é Leila Engels e quero partilhar com vocês uma das maiores experiências da minha vida: quando fui enviada pela Comunidade Pantokrator, como missionária para a França. Tudo aconteceu, quando durante uma celebração realizada em nossa comunidade, nosso fundador André Luiz Botelho de Andrade, fez um convite para todos os membros da Vida de Aliança, que era viver por um período de dois anos na França para ajudar a Casa de Missão. Posso dizer que foi a primeira vez que senti algo tão forte dentro de mim, meu coração batia tão rápido que tive a certeza de que Deus falava diretamente para mim, e não tive dúvidas: Deus me chamava!

Assim, fiz tudo o que precisava fazer para atender a esse chamado. Claro que intensifiquei minhas orações, buscando o discernimento e a obediência junto às minhas formadoras da época e tudo foi submetido ao desejo do coração de Deus! Lancei-me com um enorme desejo de fazer a vontade de Deus, e mesmo sendo muito questionada por algumas pessoas e familiares, nada me abalou ou trouxe dúvidas! Só queria obedecer, queria me doar!

Ademais, posso dizer que através da doação de vida nós realmente experimentamos a providência divina, Sua graça nos sustenta e muita coisa é transformada em nós. Quando vivemos em outro país, temos que ter uma abertura muito grande para aprender e nos habituar com a cultura do lugar. E a França é bem diferente do Brasil! Não somente a língua, mas a própria história do país, faz com que a maneira de viver, de ver as coisas e de se relacionar uns com os outros seja muito distante do que eu estava acostumada a viver.

Dificuldades

Falar o francês foi uma grande dificuldade para mim. Hoje, eu louvo à Deus por ter conseguido crescer no idioma e através dele, ter podido me interagir e evangelizar da melhor maneira – para mim – possível, mas pude experimentar a Graça de viver o Nada, coloquei-me inteiramente entregue nas mãos de Deus. No começo, vivi uma solidão que me trouxe medo, mas que com o tempo me trouxe grande libertação e intimidade com Deus. Essa solidão veio através da dificuldade com o idioma e a diferença cultural, que provocou a princípio, um grande choque. Cheguei mesmo a pensar muitas vezes que, talvez não tivesse feito uma boa escolha, porque não me sentia capaz de estar ali.

Mas o que me fortalecia para perseverar era trazer à memória a emoção sentida no dia do meu chamado. Nada conseguiu ser mais forte do que esta lembrança e nada me tirou do foco de servir e fazer a vontade de Deus. Diante das dificuldades e obstáculos de viver numa nova terra, com novo idioma, fez com que eu saísse de mim mesma, fosse ao encontro do outro, e aí sim pude me encontrar com Deus.

Na França de Teresinha escolhi o amor

Eu tinha que escolher: ou me fecharia e entraria no meu mundo interior –  para de lá não sair – ou faria essa experiência de dor, solidão e sofrimento, buscando trazer frutos concretos de conversão e mudança de vida. Escolhi o amor! Se Deus me levou para terras tão longínquas, com certeza não foi para que eu me fechasse em mim mesma, mas sim para que eu descobrisse a chave do meu coração, do meu amor.

Viver a missão na França no dia a dia, exigiu de mim uma doação que não me achava capaz de fazê-la. Eu na verdade nem sabia que tinha toda essa potência dentro de mim, e ela só veio para fora porque me decidi me abandonar completamente e ser obediente à Deus. Minha oração passou a ser um clamor de abertura de coração e de confiança absoluta, porque dependia totalmente de Deus, para que a missão fosse cumprida.

E sempre tive a certeza da presença de Deus comigo e de Sua força me sustentando e conduzindo. Cada lágrima derramada não foi em vão, assim como cada cansaço físico e mental, foi usado por Deus para me lapidar, me fortalecer e me unir a Ele. Posso dizer sem medo algum, que esse tempo de missão vivido na França, me levou de volta ao lugar onde eu nunca deveria ter saído: o colo de Deus! O Pai me salvou de mim mesma, e assim me levou a servir, a amar e a me doar inteiramente pelo outro, mesmo que fosse desconhecido ou diferente.

Retorno para o Brasil e nova missão

Em janeiro de 2019, juntei todas as experiências vividas na França e voltei com meu marido, um francês – Thierry Engels –, para o Brasil por motivos familiares. Hoje vivemos longe fisicamente da comunidade, mas nunca me senti tão perto e ligada ao carisma que me impulsiona e me sustenta.  Através do que eu vivi, posso dar passos bem concretos e firmes em direção ao amor e me coloco, mais uma vez, à disposição da vontade de Deus, para que Ele faça de mim o que bem quiser

Vivo em Brumadinho, e cheguei aqui pouco tempo antes da tragédia da barragem da Vale, que destruiu a vida de tantas pessoas, trazendo muita dor e perdas irreparáveis. Não estou aqui por acaso, nada do que Deus faz é ausente de um propósito para a minha vida missionária. E aqui vivo um tempo novo, vida nova, uma nova missão e muita coisa para fazer para que a Palavra de Deus, através de mim, chegue aos corações das pessoas.

Tempos difíceis

Mas estamos vivendo tempos difíceis, nos quais cada vez mais as pessoas se afastam de Deus!  E as dificuldades da vida trazem um peso enorme nas costas daqueles que querem seguir Deus, mas às vezes nem sabem como. Recebo a missão que Deus me deu e me lanço com fé num caminho que só Ele sabe onde vai dar. Ademais o que importa de verdade é estar debaixo dessa Graça, proteção e dessa força que nos faz sair de nós mesmos e querer mudar o mundo.

Existem pessoas que pensam que as pequenas coisas que fazemos, no dia a dia, não podem interferir no mundo. Quer saber? Isso é mentira, pois elas podem sim e você é uma das armas mais potentes que existem, se você estiver em sintonia com Deus! Ele pode tudo através de você e da sua doação de vida!

Nada pode nos segurar quando nos lançamos de olhos fechados na missão que Deus tem para nós! Ninguém tem o poder de tirar de você, a força que vem desse Deus maravilhoso, que é puro amor e misericórdia. Isso muda o mundo sim! Peço a Deus que aja em suas vidas, com a mesma intensidade que Ele vem agindo na minha. Mas façam suas escolhas e tomem suas decisões! Sejam Dele e somente Dele!

Escolham se doar e amar, e vocês irão ver a mão poderosa de Deus agir em suas vidas! Deus os abençoe!

 

Leila Engels
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

EDIFICANDO A FÉ NOS CORAÇÕES

Ao tornar-se um Construtor da Fé você participa da Obra de Pantokrator e constrói a fé no coração de milhares de pessoas mensalmente atingidas pela nossa Obra. E ainda colabora na estrutura missionária e na formação dos sacerdotes da Comunidade Pantokrator.

Ao tornar-se um Construtor da Fé você participa da Obra de Pantokrator e constrói a fé no coração de milhares de pessoas mensalmente atingidas pela nossa Obra. E ainda colabora na estrutura missionária e na formação dos sacerdotes da Comunidade Pantokrator.

×