Não pare nos espinhos!

0
espinhos

Escute aqui a transcrição dessa matéria

Durante o meu retiro pessoal, enquanto eu fazia uma caminhada e rezava, vi uma árvore muito grande, bonita e que fazia uma sombra maravilhosa, mas quando me aproximei vi que em todo o tronco haviam espinhos enormes, bem pontiagudos e logo pensei: “Pra que serve uma árvore tão grande, que faz uma sombra enorme, mas ninguém pode descansar encostado no seu tronco?” E ali fiquei parado por alguns minutos só olhando o tronco com os grandes espinhos.

Aos poucos eu entendia porque eu estava ali e porque aquela imagem me incomodava tanto, porque era justamente assim que eu me via, alguém que é grande na e na missão, mas cheio de espinhos no “tronco” da minha humanidade e que impedem que as pessoas descansem em mim. Via que o meu pecado de egoísmo, de individualismo, de querer reter o dom que Deus me deu eram esses espinhos e como ver aquilo me machucava por dentro… e quanto mais eu olhava, mas eu me enxergava ali.

Como é difícil aceitar os espinhos que existem em nós, não é? Ou só eu que tenho essa dificuldade?

Senti Deus me pedindo para colocar a mão no tronco para sentir os espinhos em mim e Ele me dizia: “Eu sei dos seus espinhos, dos seus pecados e lutas, isso não é novidade pra mim, mas saiba que a Minha misericórdia descansa sobre você! Aceite seus espinhos porque eles atraem a minha misericórdia”. Era como se Deus me dissesse “Aceita que dói menos!” e realmente era isso que ia acontecendo comigo e em mim. Entendia que é aí que sou moldado para a santidade, lutando contra minhas misérias, mas não há luta se não houver aceitação.

Tantas vezes ficamos somente nos espinhos, damos nome pra eles e não é novidade para nós, mas é preciso transcender, ir além, ter olhar de fé e saber que a misericórdia de Cristo nos acolhe e nos abraça e nos quer sendo uma árvore grande e com uma grande sombra, mesmo que haja espinhos.

Moral da história: Não pare nos espinhos! Descanse na misericórdia!

Se essa reflexão te ajudou, comenta aqui e compartilhe nas suas redes sociais.

Nilton Junior
Consagrado da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

três × cinco =