O cego Bartimeu

0

Sempre me chamou a atenção o fato de que certas vezes Deus não nos dá o que pedimos na primeira vez que pedimos a Ele.

Bartimeu, um cego, ao saber que Jesus estava passando pelo caminho, começa a gritar: Jesus, Filho de Davi, tem piedade de mim.
E quanto mais i repreendiam, tanto mais gritava. Porém Jesus não atendeu seus gritos, a não ser chamando-o para perto de si.
Então o Evangelho nos revela este versículo: “E quando o cego chegou perto, Jesus perguntou”…
O diálogo de Jesus com o cego se inicia somente quando este se aproxima de Jesus. Certamente Jesus há havia escutado seu pedido e como Deus sabia o que o cego desejava (o que mais poderia desejar um cego a não ser enxergar?), mas quis que este cego se aproximasse Dele.
Ah! Quantas vezes o que Deus quer de mim é que eu me aproxime Dele e eu fico a gritar e a pensar que Ele não quer me atender… Ah como somos tolos!
A missão de Cristo é de “recuperar aos cegos a vista” (cf Jo ?), mas o que Ele deseja é que nos aproximemos Dele.
Quando gritar a Jesus, pedindo Sua misericórdia, não se esqueça também de se aproximar de Jesus. Este é o desejo Dele. Então também escutaremos: “Vai. Tua fé te curou!”.
Edgard Gonçalves
Consagrado na Comunidade Pantokrator 

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

18 − dois =