O Cristão e os signo

0
signo

Previsão do dia para o signo de Sagitário: “o dedo do destino empurrará a vida para frente. Encontros de prestígio e ingresso em um novo grupo motivarão atividades diferentes e inovações no trabalho. Hora de se fortalecer interiormente e assumir desafios. Você poderá se dedicar a dois projetos, simultaneamente.”

Previsões como essas estão aos montes espalhadas em sites “especializados”, colunas em jornais e revistas, que são consultados diariamente, aos montes. Será certo ou errado consultar nosso destino nos astros? Como cristãos que somos, podemos acreditar em signos?

O Catecismo da Igreja Católica, em seu parágrafo 2116, é taxativo na resposta: “A consulta dos horóscopos, astrologia, quiromancia, interpretação de presságios e de sortes, os fenômenos de vidência, o recurso aos ‘médiuns’, tudo isso encerra uma vontade de dominar o tempo, a história e, finalmente, os homens, ao mesmo tempo que é um desejo de conluio com os poderes ocultos. Todas essas práticas estão em contradição com a honra e o respeito, penetrados de temor amoroso, que devemos a Deus e só a Ele.”

Eis a nossa resposta: cristãos não acreditam em signos. Poderia ainda citar inúmeras passagens bíblicas em que o Senhor nos mostra claramente Seu descontentamento com qualquer forma de adivinhação, futurologia baseada no que quer que seja, como nessa passagem de Deuteronômio:

“Não se achará no meio de ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro, nem encantador, nem quem consulte um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz estas coisas é abominável ao Senhor, e é por causa destas abominações que o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti” (Dt, 18, 9-13).

Temos aí uma resposta, e eu poderia terminar por aqui, mas não quero que saiamos simplesmente com um “não” de Deus e da Igreja. Desta forma, prossigamos com nossa reflexão sobre signos, horóscopos e sorte do dia.

Consultar o signo, muito além de certo ou errado!

Antes do meu encontro verdadeiro com Deus, eu era dessas pessoas que comprava revistas de horóscopo para ficar consultando. Estava sempre fazendo combinações do homem perfeito pra mim de acordo com o signo. Fazia testes de autoconhecimento baseado nas características do meu signo. Enfim, vivia nessas de buscar respostas para minha vida nos astros.

Vamos ser sinceros, é até atraente isso. Algumas coisas, parece que dão muito certo e combinam muito com a gente. Lendo algumas características dos signos, podemos dizer: “Nossa! Sou assim mesmo.” Às vezes, pode até ser. Mas é aqui que esta a grande sacada que me fez sair dessa. De acordo com meu signo, estou condicionada a dar determinadas respostas, não tem espaço para ser diferente. Deus, ao contrário, me dá uma alternativa, me oferece uma escolha e me dá liberdade.

Percebam que o ‘não’ de Deus para essas coisas de consultar horóscopo, signos, cartomantes, não é por Ele ser um Pai opressor. Aquele que não me deixa fazer nada, mas é pura e simplesmente porque sabe que isso não é bom para mim. Ele sabe que, na busca de controlar o tempo, controlar nosso futuro, nós acabamos presos a uma ideia determinista que rouba a chance de nossa redenção.

É comum ouvirmos pessoas dizerem: “Fulano é assim porque é de sagitário, bagunceiro mesmo”; “sensível assim, só podia ser de virgem”; “o horóscopo disse que hoje vou encontrar uma pessoa especial”. Entre tantas outras afirmações baseadas no que os astros dizem, vejam como isso é limitado, como isso diminui nossas possibilidades de conversão e mudança real de vida rumo ao céu.

Sou de Deus!

O mundo nos oferece tantas crenças, tantas coisas para acreditarmos com um único intuito: deixar de acreditar em Deus. Meus amigos, se vocês que leem essa reflexão são cristãos autênticos, por favor, parem de dizer “sou de peixes”, “sou de escorpião”, VOCÊ É DE DEUS. Nós somos de Deus e, como tal, é a Ele que devemos consultar para guiar nossos passos, para moldar nosso temperamento, nossa personalidade. É o Espirito Santo que deve controlar nossas vidas, não os astros.

Muito além da discussão se o cristão pode ou não consultar o horóscopo, eu deixo aqui uma questão para reflexão: Em quem você coloca sua fé?

A minha resposta é a mesma de São Paulo em sua Carta a Timóteo: “Eu sei em quem depositei a minha fé, e estou certo de que ele tem poder para guardar meu depósito, até aquele Dia” (2Tm 1, 12). Qual é a sua resposta?

Que o Bom Deus nos abençoe e a Virgem Santíssima nos ensine e nos mostre onde devemos depositar nossa fé.

Fernanda Guardia
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.