Home Artigos Pantokrator O trabalho dignifica o homem

O trabalho dignifica o homem

-

Sou mãe de 2 meninos bem criativos, e trabalho aproximadamente 10 horas por dia em uma empresa multinacional. Confesso que já me preocupei muito de talvez passar mais tempo com as crianças e com meu marido, que talvez poderia ser diferente… até descobrir que essa é minha vocação e caminho de salvação.

Explico melhor citando nosso Catecismo “357. Porque é «à imagem de Deus», o indivíduo humano possui a dignidade de pessoa: ele não é somente alguma coisa, mas alguém. É capaz de se conhecer, de se possuir e de livremente se dar e entrar em comunhão com outras pessoas. E é chamado, pela graça, a uma Aliança com o seu Criador, a dar-Lhe uma resposta de fé e amor que mais ninguém pode dar em seu lugar.” Essa é a Vontade de Deus para minha vida que ninguém mais pode viver em meu lugar e eu preciso dar o meu “sim, faça-se a Sua Vontade” sempre que for necessário e viver em Intimidade com Deus para poder santificar o meu trabalho como nos diz S. José Maria Escrivá “… é preciso que estejam fortes por dentro, para poder dar a mão a outros e levá-los pelos caminhos de Deus”.” E não posso deixar de citar nosso querido São José, que “graças ao seu banco de trabalho, junto do qual exercitava o próprio ofício juntamente com Jesus, José aproximou o trabalho humano do mistério da Redenção” (B. João Paulo II, Ex. Apost. Redemptoris Custos).

>>Acesse nosso Canal de Formação! Clique Aqui!

É maravilhoso poder viver essa plenitude de vida no meio do mundo! Nem sempre é fácil conciliar uma vida de trabalho intensa seja na empresa, seja em casa com uma piedade profunda, mas a vocação dá a graça necessária para viver bem cada dia e em cada situação, essa é minha vocação não vou ter outro tempo para exercê-la. Tenho que me alimentar de todos os momentos que Deus me oferece, no meu caso as orações, formações, celebração das vésperas, partilhas e Missas na Comunidade Pantokrator para estar preparada a ser agradável ao nosso bom Deus vivendo a santidade comum. Claro que existem situações difíceis… mas não posso me deixar abater, tenho um propósito de sempre recomeçar e ser persistente porque é para isso que fui chamada e é vivendo assim que sou feliz.

Outro dia quando estava andando do estacionamento da empresa para o prédio onde trabalho, fui rezando como de costume e me veio uma alegria tão grande de estar ali, caminhando para o trabalho, de ter deixado as crianças na escola sem pesar porque elas estão sendo bem cuidadas no colo de Nossa Senhora, que Deus esta cuidando delas, e que eu estava ali caminhando com o vento batendo no meu rosto e meu cabelo voando…o sol aquecendo minha pele, as árvores verdes, o céu azul… que ótima sensação.. sentia que Deus estava feliz comigo indo fazer a Vontade D’Ele para aquele dia, que ele estava feliz por minha alegria e entrega e eu queria louvá-lo e agradecê-lo e o que me veio nos lábios foi: “minha alma glorifica o Senhor, meu espírito exulta de alegria em Deus meu Salvador, pois olhou para a sua pobre serva…” Louvo a Deus pelo meu trabalho, pelos meus filhos, pelo meu marido e quero muito que ao chegar ao final da minha vida, eu olhe para trás e sinta verdadeiramente como São Paulo: “combati o bom combate… guardei a fé.”

Márcia Massola
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

×