Home Artigos Pantokrator Qual o valor de uma promessa?

Qual o valor de uma promessa?

-

Você já fez uma promessa para alguém e não cumpriu?

Nos dias atuais, fazer uma promessa não significa praticamente nada. Eu me recordo que antigamente, quando alguém prometia algo para outra pessoa, significava que este empenharia todos os esforços necessários para realizar aquilo que foi prometido; era questão de honra cumprir o compromisso assumido.

Mas ao longo do tempo, isso foi se perdendo e nos dias de hoje se promete algo para, no primeiro problema ou dificuldade, voltar atrás no que foi prometido. Tomemos como exemplo o Sacramento do Matrimônio: quantos casamentos você e eu conhecemos que começaram com uma linda cerimônia no altar, mas poucos meses depois estavam de dissolvendo em um escritório de advocacia?

O que é que aconteceu? Você já se questionou sobre o que leva uma pessoa a prometer algo com o intuito de não cumprir?

Certamente, você, assim como eu, já teve essa experiência de assumir um compromisso, mas perceber que não dará conta de realizar aquilo que se propôs fazer. Não estou aqui a falar de algo como no exemplo que dei acima, do Matrimônio; estou falando de compromissos simples, como por exemplo chegar no horário a um encontro, ou mesmo ao prometer não contar algo que lhe fora confiado, quantas pequenas coisas são prometidas no nosso dia a dia e não são levadas a sério?

A fidelidade nas pequenas coisas nos conduz para a promessa

A fidelidade nas pequenas coisas nos educa para a fidelidade em coisas maiores. Foi o Senhor que nos ensinou isso, na passagem bíblica do patrão que confia seus bens aos empregados e ao voltar, pede para que prestem conta de sua administração; os dois primeiros rederam o dobro do que lhe foi confiado e são elogiados pelo patrão, mas o último enterrou e lhe devolveu apenas o que tinha recebido, a este o patrão o chama de mal e preguiçoso. Qual deles você deseja ser? (cf. Mt 25, 14-30)

São as Sagradas Escrituras que nos revelam Deus que vai Se manifestando ao Seu povo ao longo da história fazendo diversas promessas, com o propósito de levá-los a uma experiência de intimidade. Sim, Deus deseja que o povo O encontre e O tenha como o único Deus de suas vidas. Cristo Jesus é a promessa de Deus que se cumpre plenamente, Ele, sendo Deus, encarna-Se no seio da Santíssima Virgem Maria para nos dar a possibilidade de ser salvos e de se cumprir a promessa anunciada pelos profetas do Antigo Testamento.

Cristo concede ao homem condenado pelo pecado a possibilidade de escolher a felicidade eterna, mas não só isso: Ele ensina o homem com ele deve fazer para alcançar a realização dessa promessa. As Sagradas Escrituras estão repletas de passagens em que Ele pedagogicamente vai nos explicando cada passo que devemos dar para alcançar o céu: este caminho se chama santidade.

Escolher permanecer na promessa de Cristo é escolher este caminho, que é estreito, irregular, que muitas vezes nos levará ao chão, nos ferirá, mas é um caminho de salvação, pois caminhamos com Ele.

Cabe a você e a mim escolher que caminho desejamos seguir. Lembre-se que o caminho que leva à morte eterna é largo, cheio de gozo, prazeres de todos os tipos; a porta do inferno é larga, certamente tem um letreiro escrito “você nasceu pra ser feliz”, ou alguma frase dessas que os gurus da atualidade usam; nada contra eles, mas sabemos que o homem não se basta, ele tem necessidade de Deus, pois só Deus sacia a sede do coração do homem.

Lembre-se que cumprir suas pequenas promessas fará com que você se torne um homem e uma mulher de fibra, de palavra; certamente fará com que você não relativize as Palavras de Jesus, pois os seus valores são sólidos e estarão alicerçados na verdadeira rocha; não sucumbirão às tempestades da vida.

Creia: “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham plenamente”. Que o Senhor te conduza nesse caminho de santidade e crescimento e que você creia na promessa de salvação do Senhor.

Deus te abençoe!

Guilherme Granja 
Consagrado da Comunidade Católica Pantokrator 

Guilherme Granja
Consagrado da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

EDIFICANDO A FÉ NOS CORAÇÕES

Ao tornar-se um Construtor da Fé você participa da Obra de Pantokrator e constrói a fé no coração de milhares de pessoas mensalmente atingidas pela nossa Obra. E ainda colabora na estrutura missionária e na formação dos sacerdotes da Comunidade Pantokrator.

Ao tornar-se um Construtor da Fé você participa da Obra de Pantokrator e constrói a fé no coração de milhares de pessoas mensalmente atingidas pela nossa Obra. E ainda colabora na estrutura missionária e na formação dos sacerdotes da Comunidade Pantokrator.

×